Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Exposição em SP reflete sobre subjetividade do homem negro periférico

Na série "Desconversando o Eu", artista Diogo Nogué cria imagens afro-surrealistas para retratar a violência, sonhos, medos, solidão e a busca pela ancestralidade
Imagem mostra uma arte de um homem negro sentado vendo um quadro.

Foto: Diogo Nogué

20 de março de 2024

O artista, professor e poeta periférico Diogo Nógue exprime seu mergulho interno como homem negro periférico em uma nova série de artes exibidas na exposição “Que Dizer de Nós”, disponível na Galeria Tato, na Barra Funda, em São Paulo (SP), até dia 30 de março.

Em cinco obras, o artista utiliza canetas e nanquim sobre papel para criar uma série de cenários afro-surrealistas com simbologias de culturas africanas e referências a obras de outros artistas negros. As artes são marcadas por uma estética que sugere o resgate ao passado, o fluxo do inconsciente, dos sonhos e o diálogo ancestral e coletivo.

“As imagens desta série são um embate do sujeito com o que lhe é imposto, em uma sociedade que o vê como inimigo. Elas exploram a relação entre o mágico, o ancestral e o mistério que nos habita”, conta.

A temática das obras é uma ampliação do que foi exposto em 2023 na mostra “Mãos: 35 Anos da Mão Afro-brasileira”, exibida no Museu Afro Brasil Emanoel Araújo e no Museu de Arte Moderna de São Paulo, o qual Diogo Nogué foi um dos expositores ao lado de 45 artistas, à convite do curador Claudinei Roberto da Silva.

O artista, professor e poeta periférico Diogo Nógue. Foto: Divulgação

“Que Dizer de Nós?”

A exposição “Que Dizer de Nós?” traz diversos artistas para a Galeria Tato na Barra Funda pela curadoria de Katia Salvany e de Sylvia Werneck, e assistência de João Pedro Pedro.

Os artistas são: Adriana Nataloni (Argentina), Alessandra Mastrogiovanni (SP), Alexandre Vianna (SP), Anna Guerra (PE), Anna Vasquez (BA), Bet Katona (RJ), Bianca Lionheart (SP), Danilo Villin (SP), Desirée Hirtenkauf (RS), Diogo Nógue (SP), Edu Devens (RS), Flávia Matalon (SP), Gela Borges (MG), Giovanna Vilela (SP), Glenn Collard (SP), Isaac Sztutman (SP), Isabel Marroni (RS), Jamile Sayão (SP), Janice Ito (SP), Jaqueline Pauletti (SC), Júnia Azevedo (RJ), Laura Martínez (México), Luciano Panachão (SP), Marcelus Freschet (SP), Marina Marini Mariotto Belotto (PR), Neto Maia (BA), Rogo (TO) e Tomaz Favilla (SP).

Serviço

Quando: até 30 de março de 2024, de quarta a sábado, das 13h às 18h

Onde: Galeria Tato | Rua Barra Funda 893 – Barra Funda, São Paulo – SP

Quanto: Grátis

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano