Pesquisar
Close this search box.

Festa de cultura popular na rua: Baque Balada acontece esse domingo

7 de dezembro de 2018

A 2ª Edição do festival une a Velha Guarda das tradicionais Escolas de Samba de São Paulo com novos nomes e ritmos. O evento é gratuito e acontece no Bairro da Lapa

Texto / Beatriz Mazzei
Imagem / Reprodução Facebook

Neste domingo (09) acontece a 2ª edição da Baque Balada, festival de cultura popular organizado pela Companhia de Artes do Baque Bolado, que comemora 22 anos de existência. Com mais de 10 atrações, a Cia convida grandes percussionistas, grupos de forró, rodas de samba e mestres do samba de São Paulo para um festival regado à ritmos tipicamente brasileiros.

As atrações são: Grupo Canta Maria – Coral de Mulheres Negras, Cordão Folclórico de Itaquera Sucatas Ambulantes- Grupo de samba de bumbo de Itaquera, CORALUSP – Coral da USP, Cia. Caracaxá – Cia. de Maracatu, Guaiú Sample – Música Eletrônica Brasileira, João Mário Machado – Mestre de Samba de bumbo do Cururuquara, Nanda Guedes – Forró experimental, Waldir Dicá Embaixador do Samba de São Paulo, Maria Helena – Embaixatriz do Samba de São Paulo, Raphael Henrique Moreira – Percussionista, Sahra Brandão e Chicão – Velha Guarda e Ala de compositores da Escola de Samba Vai-vai, Zé Maria – Grande Sambista e Velha Guarda da Escola Peruche, Samba da Paçoca- Samba da comunidade da Lapa, e Sambadas – Roda de Samba de Mulheres Lésbicas e Bixessuais.

Além da música, o festival também conta com a presença do Mercado Negra, feira de mulheres negras empreendedoras, para fazer com que o evento também seja um espaço para a troca de ideias e iniciativas negras.

De acordo com Camila Midori, integrante do Coletivo, o Baque Bolado realiza toda a organização do evento e não conta com nenhum tipo de fomento ou patrocínio. “Nos unimos para conseguir realizar todas as tarefas, desde o convite dos convidados até a organização do espaço e divulgação. Acreditamos que é um momento importante para celebrar e fortalecer as nossas parcerias”, conta Camila.

Tendo a Lapa como cenário da festa pela segunda vez, a proposta é fortalecer os eventos públicos do bairro a partir da realização do festival. Para a infraestrutura, o grupo tem parceria com a Subprefeitura da Lapa que fornece pontos de energia, tendas e cadeiras.

O Baque Bolado: um pedaço da cultura pernambucana e afro-brasileira em São Paulo.

Fundado há 22 anos, o Baque Bolado foi uma das primeiras Cias de Artes a difundir o Maracatu de Baque Virado em São Paulo, um ritmo afro-brasileiro original de Recife (PE), que cultua não só a musicalidade negra como as representações religiosas de matriz africana.

Desde sua criação, esse coletivo de resistência negra tem se dedicado à pesquisa e criação de manifestações tradicionais da cultura brasileira. Atualmente o Baque é formado por Ana Carolina Nascimento, Andressa Nishiama, Camila Midori, Carol Oliveira, Dara Ribeiro, Heitor Mota, Jac Oshima, Laura Arantes, Miniwa do Ébano e João Mario.

Serviço

Baque Balada – (09/12)
Local: Rua do Curtume – ao lado do Poupa Tempo da Lapa
Horário: 14h as 20h
Gratuito

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano