Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

ONG realiza série de atividades e serviços no Dia das Crianças em SP

Pólo Cultural Lar Maria e Sininha promove evento para moradores da Zona Sul de São Paulo, com brincadeiras, refeições e serviços em comemoração ao Dia das Crianças nesta quarta (12) 

Imagem: Pólo Cultural Lar Maria e Sininha/Divulgação

Foto: Imagem: Pólo Cultural Lar Maria e Sininha/Divulgação

11 de outubro de 2022

As famílias da comunidade localizada no Jardim Mata Virgem, no bairro de Eldorado, Zona Sul de São Paulo, poderão contar com uma série de serviços e atividades em comemoração ao Dia das Crianças nesta quarta-feira (12). As ações estão sendo organizadas pela ONG Lar Maria e Sininha, que reúne as crianças da região para uma festa no espaço há 33 anos. O evento, que acontece das 8h às 17h, é gratuito.

Entre as ações que serão desenvolvidas neste Dia das Crianças na ONG estão a oferta de café da manhã, almoço e lanches durante todo o dia. Também serão realizadas atividades lúdicas como interação com brinquedos infláveis, piscina de bolinhas, cama elástica, pintura de rosto e unhas. Haverá ainda a distribuição de brinquedos e serviços como corte de cabelo.

De acordo com as organizadoras, a expectativa de público é de 2 mil pessoas. “Estamos localizados em um bairro onde as pessoas estão em condição de vulnerabilidade e, por isso, esta é uma ação para toda a comunidade. A festa é voltada para crianças e adolescentes de 0 a 15 anos, mas as famílias também participam. São várias gincanas acontecendo ao mesmo tempo que tem o objetivo de proporcionar um dia muito especial para que as famílias guardem na memória como algo muito bacana”, afirma a coordenadora do Pólo Cultural Lar Maria & Sininha, Luciana Bispo, à Alma Preta Jornalismo.

Lar Maria e Sininha Ong Dia Das Crianças 02Festa no Dia das Crianças na ONG Lar Maria e Sininha acontece há 33 anos | Foto: Pólo Cultural Lar Maria e Sininha/Divulgação

Atualmente, a instituição atende, em média, 350 famílias com a realização diária de apoio à comunidade com projetos de incentivo à leitura voltados para crianças e adolescentes, empreendedorismo para as mães, sarau, aulas de informática e outros.

“Depois da flexibilização da pandemia, temos desenvolvido mais projetos como o ‘Mudando o Mundo’, que é a formação de contadores de história para multiplicar e incentivar a leitura. Temos também o ‘De Preta pra Preta’, que tem a proposta de cuidar um pouco das mães e oferecer para elas formação para empreender. Temos um projeto que oferece aulas de informática e também atividades de teatro”, lista Luciana.

Impactos

Os projetos desenvolvidos com os moradores do Jardim Mata Virgem – especialmente as crianças, que são a maioria do público – têm impactos significativos. Para a coordenadora da ONG, as ações resgatam a cidadania da população.

“O bairro é carente de serviços. Por isso, temos essa perspectiva de valorizar a infância e adolescência, de mostrar a importância do brincar e o resgate da cidadania, que a nossa festa de Dia das Crianças também faz. Estamos localizado no Jardim Mata Virgem, que tem 19 mil pessoas, mas que tem a ausência maciça do poder público”, comenta Luciana, que é ialorixá e assistente social.

Lar Maria e Sininha Ong Dia Das Crianças 04Festa no Dia das Crianças na ONG Lar Maria e Sininha acontece há 33 anos | Foto: Pólo Cultural Lar Maria e Sininha/Divulgação

Lara Bispo, também coordenadora da ONG Maria e Sininha, ressalta que este foi um projeto que começou com sua avó e dar continuidade a ele é assumir um compromisso social com o povo preto e periférico. “A minha avó, Aparecida Bispo, foi quem iniciou este trabalho. Ela fez isso por ela e pelos outros. É muito importante para nossa família continuar esse legado de uma mulher preta que não teve tantas oportunidades, mas fez isso acontecer para que outras mulheres pretas dessem isso aos seus filhos”.

Doações

Ao comentar sobre o intenso trabalho e da série de atividades desenvolvidas pela instituição para os moradores do bairro, Luciana Bispo, também conhecida como Luciana de Oyá, evidencia a importância de se apoiar projetos como este desenvolvido no Dia das Crianças para que mais pessoas sejam contempladas com as ações.

“Realizar uma festa como esta é muito difícil. Gostaria que as pessoas olhassem para as ONGs pequenas no tamanho, mas grande no trabalho. Se procurarmos, as grandes ONGs que tem nomes renomados não fazem um evento desse porte porque um evento caro, mas conseguimos fazer sem um grande doador”, reflete.

Lar Maria e Sininha Ong Dia Das Crianças 03Festa no Dia das Crianças na ONG Lar Maria e Sininha acontece há 33 anos | Foto: Pólo Cultural Lar Maria e Sininha/Divulgação

“Não podemos deixar de falar da importância de se apoiar projetos sociais na periferia. Gostaria que o empresário tivesse um olhar para isso porque é isso que vai transformar a vida das pessoas”, completa Luciana Bispo.

Para ajudar os projetos desenvolvidos pela ONG Maria e Sininha, basta acessar o perfil no Instagram (@larmariasininha) ou fazer uma doação via pix para o CNPJ 60.556.164/0001-21.

Leia também: Carol Dartora, primeira deputada federal negra do PR: “estado que nos invisibiliza”

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano