Pesquisar
Close this search box.

Pesquisadora brasileira lança financiamento coletivo para participar de congresso internacional

10 de outubro de 2017

Jaqueline Conceição, articuladora do Coletivo Di Jejê, arrecada fundos para apresentar a pesquisa “Formação, individuação e negritude no pensamento de Angela Davis”, em Toronto, no Canadá.

Texto / Vinicius Martins
Imagem / Reprodução

Neste mês, a York University, localizada em Toronto, no Canadá, recebe o Congresso Internacional de Teoria Crítica. O evento promovido pela Internacional Hebert Marcuse Society durante os dias 26, 27 e 28 de outubro, pretende discutir dialéticas de libertação na era do neoliberalismo.

No Brasil, a pesquisadora Jaqueline Conceição, idealizadora do Coletivo Di Jejê, foi uma das selecionadas para apresentar trabalhos no evento. Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário São Camilo e mestre em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), pesquisa a partir da Teoria Crítica da Sociedade, as contribuições de Herbert Marcuse, Theodor Adorno e Angela Davis.

Ela pretende expor um artigo sobre as contribuições de Angela Davis, militante histórica e intelectual norte-americana, para a análise da condição do indivíduo negro brasileiro. No entanto, sua ida para o Canadá ainda está pendente.

Para participar do congresso na York University, Jaqueline iniciou uma campanha de arrecadação coletiva que cubra parte dos custos de viagem. O trabalho sobre o pensamento de Angela Davis será o único a discutir o componente racial, de classe e de gênero nas apresentações de trabalhos do evento.

“Dentre os pesquisadores brasileiros participantes, sou a única negra. Do ponto de vista das questões políticas em nosso país e do genocídio em curso contra a população negra, meu artigo também é uma denúncia sobre a barbárie e o racismo no Brasil”, afirma a pesquisadora.

Não será a primeira vez que Jaqueline sairá do país para apresentar um trabalho. Em 2014, ela expôs um artigo sobre funk e a cultura afirmativa a partir do pensamento de Herbert Marcuse, na Universidade de Columbia em Nova York, nos EUA.

Seu objetivo é contribuir para ampliar as discussões sobre raça no Brasil e as interpretações possíveis sobre a população negra brasileira. “[Meu objetivo] é fomentar a rede de diálogo entre pesquisadores negros. Ampliar a compreensão da condição do negro em nosso país e também para pensar sobre o racismo”.

Caso consiga arrecadar o valor necessário para cobrir os custos de viagem e estadia durante o evento, Jaqueline irá oferecer um curso aberto e presencial sobre as conclusões da pesquisa apresentada no Canadá.

Serviço

Para contribuir, deposite:

Banco do Brasil
Agencia: 1552-0
Conta Corrente: 105680-8
Favorecida: Jaqueline Conceição da Silva
CPF: 339.747.838-30

Pesquisa:
Formação, individuação e negritude no pensamento de Angela Davis

SILVA, Jaqueline Conceição. Mestre em Educação: História, Política, Sociedade – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano