Pesquisar
Close this search box.

‘Seminário de Cinema Negra do Nordeste’ promove encontro para trabalhadoras do audiovisual 

O encontro, intitulado “Aquilomba”, pretende construir novos olhares e unir forças a favor do antirracismo no setor cultural; Inscrições estão abertas até o dia 20 deste mês

"Aquilomba": Evento voltado às mulheres no audiovisual promove oficinas e debates ainda este mês

16 de fevereiro de 2021

Texto: Redação / Edição: Lenne Ferreira / Imagem: Divulgação/Aquilomba

Objetivando pensar no cinema enquanto espaço de produção cultural que está associado ao campo político, de luta, de representatividade e desconstrução de estereótipos, o “Aquilomba” se apresenta como um encontro voltado à união das trabalhadoras negras no audiovisual. Marcado para acontecer entre os dias 28 de fevereiro e 6 de março, o evento promove rodas de conversa e oficinas em formato digital. Inscrições para as atividades estão abertas até o próximo dia 20 deste mês. 

A ação ainda levanta a bandeira da busca feminina pela ocupação dos mais variados espaços dentro do meio audiovisual e questiona a formação de equipes que, em sua maioria, acabam por subalternizar os trabalhos das mulheres durante as produções. A rede por trás da construção do evento também tem como missão a amplitude do conhecimento das trajetórias e trabalhos das mulheres negras e nordestinas.

Para garantir a democratização e descentralização do acesso, as atividades serão destinadas ao público feminino negro, indígena, quilombola, LGBTQIAP+ e as vagas serão distribuídas de acordo porcentagens: 40% para mulheres residentes fora da Região Metropolitana do Recife, 30% a mulheres residentes na Região Metropolitana do Recife, e 30% a mulheres de outras regiões do Brasil, priorizando inscrições para a região Nordeste.

Cada atividade terá como limite o número de 50 inscritos e as mulheres interessadas poderão se inscrever nas duas oficinas ministradas. A realizadora Everlane Moraes irá propor um passeio pela história da evolução técnica e de linguagem do Cinema, dando protagonismo ao gênero documentário, a partir de sua associação com outras áreas do conhecimento humano. Já Karla Fagundes ministrará oficina sobre os processos de produção diaspórica, em uma reinterpretação da história no cinema e da representação dos corpos negros. 

As atividades serão disponibilizadas através da plataforma meet, ferramenta de vídeoconferência pertencente ao Google. A lista com as selecionadas para as oficinas será divulgada em 22 de fevereiro, via rede social ou por email.

“Aquilomba” é uma realização Tarrafa Produtora e Emoriô – Escola Livre de Audiovisual. O projeto conta com parceria da Pajeú Filmes, e é realizado via Lei Aldir Blanc em Pernambuco, viabilizada peolo Governo de Pernambuco.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano