Pesquisar
Close this search box.

Ato busca ajuda para filhos de congolesa morta no metrô

14 de junho de 2017

Claudine Ntumba morreu em maio após cair nos trilhos do metrô com seus dois filhos. Reunião acontece nesta quinta no Al Janiah.

Texto / Vinicius Martins
Foto / Creative Commons 

Nesta quinta-feira (15), movimentos sociais convocam ato para discutir e reivindicar melhor atendimento para o público de imigrantes e refugiados em São Paulo. A ação pede justiça e providências quanto a morte de Claudine Ntumba, congolesa morta após cair nos trilhos do metrô, no dia 10 de maio deste ano.

O acidente aconteceu na estação Arthur Alvim, linha-3 vermelha do metrô de São Paulo. Junto dela estavam seus dois filhos, que também caíram nos trilhos. Os três foram resgatados com vida, mas Claudine não resistiu e morreu. Uma das crianças teve a perna amputada e ainda está no hospital sob cuidados médicos.

Um dos objetivos da reunião é encontrar soluções para auxiliar as crianças de Claudine e avaliar se assistência dos órgãos públicos tem sido efetiva. O ato acontece no Al Janiah, na rua Rui Barbosa, 269, na Bela Vista, das 19h às 21h.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano