Pesquisar
Close this search box.

Busca por racismo mais que dobrou em novembro, segundo o Google

26 de novembro de 2019

A empresa apurou as principais consultas relacionadas às questões raciais

Texto / Lucas Veloso | Edição / Pedro Borges | Imagem / André Hunter

Na quarta-feira passada (20), foi o dia da Consciência Negra. A data faz referência à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, situado entre os estados nordestinos de Alagoas e Pernambuco. No mês, as pesquisas no Google sobre racismo mais que dobrou, de acordo com dados da própria plataforma.

Na média, há 120% mais interesse de busca por racismo em novembro no Brasil que na média dos outros meses do ano. As consultas por igualdade e desigualdade racial também crescem muito mais em novembro. Na média, triplicam ante os outros meses do ano.

Zumbi dos Palmares, o líder que inspira a criação da data, foi a personalidade negra mais buscada no Brasil nos últimos dias. Em segundo, vem Machado de Assis. A Bahia, estado com maior percentual da população negra no país, é o estado com maior interesse de busca pelos termos igualdade/ desigualdade racial ao longo de 2019.

O Google também levantou as principais consultas relacionadas aos termos “pessoas negras que…”. Nas primeiras posições vieram ‘Pessoas negras que fizeram história’, ‘Pessoas negras que realizaram ações importantes no Brasil’ e ‘Pessoas negras que foram importantes’.

Sobre Zumbi, as questões mais frequentes foram ‘Quem foi Zumbi dos Palmares?’, ‘Qual quilombo foi liderado por Zumbi?’ e ‘Como Zumbi dos Palmares morreu?’.

Os abolicionistas brasileiros mais populares são Luís Gama, Castro Alves e Maria Firmina dos Reis.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano