Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Cacique paraense ganha prêmio internacional por preservação da Amazônia

Prêmio homenageia mulher indígena da da Aldeia Akratikatejé por cadeia de produção sustentável
Katia Silene Tonkyre, primeira cacique mulher da Aldeia Akratikatejé, no Pará,

Foto: Reprodução/IICA

31 de janeiro de 2024

Katia Silene Tonkyre, primeira cacique mulher da Aldeia Akratikatejé, no Pará, será premiada por seus esforços de produção sustentável e educação ambiental em prol da preservação e conservação da Amazônia.

A premiação será entregue pelo Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura (IICA) em abril, na Costa Rica. O prêmio “A Alma da Ruralidade” homenageará a indígena por sua relação de produção equilibrada com os recursos naturais.

Katia é cacique da etnia Gavião da Montanha, que coleta, produz e vende castanhas, mel e frutas. Além do prêmio, a indígena também foi convidada pelo Instituto a participar de consultorias especializadas. 

Em nota à imprensa, o diretor-geral do IICA, Manuel Otero, disse que o prêmio será entregue aos que cumprem um papel insubstituível para o planeta. 

“Trata-se de um reconhecimento aos que cumprem um duplo papel insubstituível: ser avalistas da segurança alimentar e nutricional e, ao mesmo tempo, guardiões da biodiversidade do planeta pela produção em qualquer circunstância”, comentou.

  • Verônica Serpa

    Graduanda de Jornalismo pela UNESP e caiçara do litoral norte de SP. Acredito na comunicação como forma de emancipação para populações tradicionais e marginalizadas. Apaixonada por fotografia, gastronomia e hip-hop.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 152

EP 151

Cotidiano