Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Comunidade quilombola centenária é reconhecida pela Fundação Palmares

Há registros de ocupação no território de Pindoba, na cidade de Aratuba (CE), desde 1770
Moradores da comunidade de Pindoba seguram a bandeira do território, em Aratuba (CE).

Foto: Reprodução / @quilombo_pindoba

18 de março de 2024

A comunidade quilombola de Pindoba, em Aratuba, no norte do Ceará, foi reconhecida e certificada pela Fundação Cultural Palmares (FCP) como remanescente de quilombo. A informação foi divulgada no Diário Oficial da União.

Há registros de ocupação na área desde o ano de 1770, tornando o Pindoba um território de ocupação secular. Nele, vivem 180 pessoas, sendo 53 crianças, 87 adultos e 40 idosos.

A comunidade vive do cultivo de mandioca, milho, fava, batata-doce e cana-de-açúcar, além da criação de subsistência de porcos e galinhas. A produção e a comercialização de rapadura também fazem parte do sustento do local.

Em seu perfil no Instagram, João Mendes, líder da comunidade, expressou sua alegria com o processo de oficialização do território.

“Esse é um passo significativo para a valorização e preservação da rica herança do nosso povo. A conquista desse reconhecimento é fruto de muita luta e persistência, e certamente trará benefícios e oportunidades para a comunidade”, comenta João em postagem nas redes sociais.

A certificação de reconhecimento da Fundação Palmares é o primeiro passo para iniciar o processo de titulação do território. Segundo informações da Agência Brasil, atualmente o Brasil conta com 3010 comunidades quilombolas reconhecidas.

  • Verônica Serpa

    Graduanda de Jornalismo pela UNESP e caiçara do litoral norte de SP. Acredito na comunicação como forma de emancipação para populações tradicionais e marginalizadas. Apaixonada por fotografia, gastronomia e hip-hop.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano