Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Engenheiro boliviano cria próteses gratuitas para indígenas

Desde 2018, Roly Mamani produziu mais de 400 próteses com impressão 3D
Jorge Bernal/AFP

Foto: Jorge Bernal/AFP

17 de janeiro de 2024

O engenheiro Roly Mamani, de 36 anos, muda vidas na Bolívia com a produção gratuita de próteses clínicas para a população indígena, utilizando impressão 3D. O financiamento do projeto advém da venda dos brinquedos que produz em sua loja. Em seis anos, foram distribuídas mais de 400 próteses. 

“Ciência é como um superpoder. A robótica é uma tendência que tem que ser direcionada para coisas importantes, se não perde o significado”, comentou Mamani, em entrevista à AFP. 

O engenheiro diz que possui apenas um propósito, melhorar a qualidade de vida das pessoas. Em sua loja de brinquedos, Mamani também possui projetos educacionais para a comunidade.

Em média, o valor das próteses na Bolívia é de U$1.500, valor cerca de 4 vezes superior ao salário mínimo do país. As próteses não são cobertas pelo sistema público de saúde.

Segundo o Comitê Nacional de Pessoas com Deficiência, a Bolívia tem mais de 36 mil pessoas com deficiência física ou de mobilidade. O país possui uma população de cerca de 12 milhões de pessoas e um Produto Interno Bruto (PIB) de 44 milhões de dólares, de acordo com o Censo de 2022.

  • Verônica Serpa

    Graduanda de Jornalismo pela UNESP e caiçara do litoral norte de SP. Acredito na comunicação como forma de emancipação para populações tradicionais e marginalizadas. Apaixonada por fotografia, gastronomia e hip-hop.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano