Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Familiares pedem doações para traslado do corpo de jovem para Guiné

Família deseja realizar o enterro do imigrante no seu país natal e de acordo com as tradições da religião muçulmana; Jovem morreu em decorrência de uma pneumonia

19 de agosto de 2019

Mamadou Lamarana Diallo morreu no dia 10 de agosto em decorrência de complicações causadas por uma pneumonia. Seus familiares estão pedindo ajuda financeira para arcar com os custos do traslado do corpo do jovem de São Luís, no Maranhão, para Conacri, na Guiné.

Desde agosto de 2018, Mamadou enfrentava problemas de saúde. Ele passou por diversos tratamentos e recebeu alta em janeiro deste ano. Em março, no entanto, retornou ao Hospital Estadual de Alta Complexidade Doutor Carlos Macieira, onde permaneceu internado nos últimos cinco meses.

O jovem foi um dos 25 imigrantes do continente africano resgatados do alto-mar, em maio do ano passado, por um grupo de pescadores cearenses próximo ao município de São José de Ribamar, na região metropolitana da capital maranhense.

De acordo com amigos de Mamadou, ele havia saído de seu país natal em busca de melhores condições de vida. Agora, o desejo da família é realizar o traslado do corpo para que seja feito o enterro de acordo com as tradições da religião muçulmana.

Os interessados podem encaminhar doações para os seguintes dados bancários: Raissa Padilha | Banco do Brasil | Agência: 2954-8 | Conta Corrente: 57.116-4 | Variação da Conta Poupança: 51. Também é possível ajudar com os custos do traslado por meio dos telefones: (98) 98242-5300 – Raissa / (98) 98438-6794 – Samba e (98) 98224-7018 – Tanazia.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano