Pesquisar
Close this search box.

Granada caseira atirada em ônibus deixa três feridos no Rio de Janeiro

Caso aconteceu na Avenida Brasil, na zona norte da cidade, que há uma semana registra confrontos entre facções criminosas por disputa de território

Texto: Redação | Foto: Reprodução/TV Globo

Imagem mostra ônibus que foi alvo do ataque e viaturas na Avenida Brasil, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Foto: Foto: Reprodução/TV Globo

28 de setembro de 2023

Uma granada caseira atirada por criminosos em um ônibus na Avenida Brasil, na Zona Norte do Rio de Janeiro, durante um arrastão deixou três pessoas feridas, uma delas em estado grave. 

De acordo com testemunhas, por volta das 21h30 da quarta-feira (27) pelo menos cinco homens encapuzados e armados invadiram o coletivo que faz parte da linha 771 (Campo Grande-Coelho Neto, via Estrada da Posse) após colocarem pneus na via expressa a fim de impedir a passagem do ônibus.

Os criminosos roubaram pertences dos passageiros e, na fuga, atiraram o artefato. O homem, que ficou ferido gravemente, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo. Os outros dois passageiros feridos, um homem e uma mulher, tiveram lesões moderadas e também foram encaminhados para o mesmo hospital.

Moradores da região relataram que o ataque ao ônibus foi coordenado por criminosos da comunidade Gogó do Chapadão na intenção de culpar traficantes do Complexo da Pedreira. Os dois grupos disputam o controle do tráfico de drogas há cerca de uma semana. O objetivo da ação seria provocar uma distração e direcionar os esforços da polícia para aquela área.

  • Redação

    A Alma Preta é uma agência de notícias e comunicação especializada na temática étnico-racial no Brasil.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano

Na ONU, Brasil reafirma compromisso com a pauta racial no combate à violência

Mais de 80% dos modelos de campanhas publicitárias brasileiras são brancos, aponta estudo

O Quilombo

Aprovação do Dia Nacional do Funk é marco contra marginalização

Independência, liberdade e escravidão na Argentina

Clima e Meio Ambiente

Programa capacita lideranças das periferias do Rio para debates sobre questão climática

Território brasileiro pegou fogo em um a cada quatro hectares nos últimos 40 anos