Pesquisar
Close this search box.

Ativista do Movimento Negro, que estava desaparecido há cinco dias, é encontrado

Ordanael da Silva, de 70 anos, integra o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro; o idoso passou mal na rua e perdeu a consciência por alguns dias

Texto: Redação | Imagem: Acervo Pessoal

ativista

2 de março de 2021

O ativista da causa negra Ordanael da Silva, de 70 anos, que estava  desaparecido desde a sexta-feira, 26 de fevereiro, quando sumiu após falar com amigos por um aplicativo de mensagens, foi encontrado.

Segundo relato do sobrinho Raphael Amoreti, o idoso passou mal na rua, foi hospitalizado e estava sem consciência. Ordanael permanece internado com um quadro de AVC (acidente vascular cerebral). “Agradecemos de coração cada pessoa que compartilhou a postagem, as mensagens de carinho e apoio”, escreveu o sobrinho, em uma rede social.

O idoso mora sozinho em Inhoaíba, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro, e no domingo (28) os amigos foram até a casa dele e não encontraram vestígios de nenhum crime. Abrigos e hospitais da região até então não haviam registrado a entrada do ativista.

Segundo informações do jornal O Dia, os amigos acreditavam que o desaparecimento estava mesmo ligado a um mal súbito e não consideraram que o sumiço tinha relação política. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Descobertas de Paradeiros (DDPA).

Ordanael é integrante da diretoria do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro (COMDEDINE-Rio), vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) e é vice-diretor do Centro Olympio Marques dos Santos (COLYMAR), instituição voltada ao fortalecimento do empreendedor afro-brasileiro.

Texto atualizado às 13h18 de 02 de março de 2021 para informar que Ordanael da Silva foi encontrado.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano