Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Morre Pelé, o Rei do Futebol, aos 82 anos

O ex-atleta e eterno camisa 10 da Seleção Brasileira estava internado há um mês; o Rei tratava um câncer no intestino desde 2021

Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Imagem: Reprodução/Redes Sociais

29 de dezembro de 2022

Morreu hoje, aos 82 anos, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, Rei do Futebol. Internado desde 29 de novembro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o ex-atleta faleceu em decorrência de um câncer de intestino, doença que tratava desde 2021.

A família ainda não divulgou detalhes sobre o velório, mas uma estrutura foi montada na Vila Belmiro nos últimos dias para receber a vigília. O sepultamento vai acontecer em Santos (SP). No ano passado, o tricampeão mundial foi hospitalizado para realização de exames de rotina, em que foi constatado um tumor no colón direito, que faz parte do intestino grosso. O Rei do Futebol ficou internado por um mês.

Após isso, Pelé vinha comparecendo ao hospital periodicamente para sessões de quimioterapia e outros exames de rotina. No início de 2022, foram detectadas metástases no intestino, no pulmão e no fígado.

Filho de dona Maria Celeste Arantes do Nascimento e de João Ramos do Nascimento – ou Dondinho, Pelé desde cedo mostrou sua aptidão para o futebol, passando do futsal para os gramados. Aos 15 anos foi contratado pelo Santos, em 1956, e disputou sua primeira partida internacional com a seleção brasileira dez meses depois.

Pelo Peixe, Pelé conquistou diversos títulos: bicampeonato da Taça Libertadores da América (1962 e 1963), bicampeonato Mundial de Interclubes (1962 e 1963), Campeão da Taça de Prata (1968), cinco vezes campeão da Taça Brasil (1961, 62, 63, 64 e 65), quatro vezes campeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa/Rio-São Paulo (1959. 1963,1964 e 1966) e 25 títulos de torneios no exterior.

Em 1974 fez o seu último jogo com a camisa do Santos.

Ídolo da seleção brasileira

Pelé fez sua estreia na seleção brasileira no dia 7 de julho de 1957, com 16 anos, na Copa Rocca, no jogo contra a Argentina, no Estádio do Maracanã (RJ), ocasião em que marcou seu primeiro gol pela seleção. Em 1958, na Copa do Mundo na Suécia, o Rei passou a usar a camisa 10, que se tornou sua marca. Nos dois primeiros jogos ele ficou na reserva, só vindo a jogar na terceira partida, contra a União Soviética. Na ocasião, Garrincha marcou o primeiro gol e Pelé deu assistência ao segundo gol de Vavá. No jogo seguinte, Pelé marcou o segundo gol na vitória sobre a Inglaterra, conquistando o seu primeiro gol na Copa.

No jogo final contra a França, no dia 29 de junho, Pelé marcou dois gols quando o Brasil foi campeão mundial vencendo a Suécia por 5 a 2. Ele se tornou o jogador mais jovem a conquistar uma Copa do Mundo.

Na Copa do Mundo de 1962, no Chile, Pelé já era considerado o melhor jogador do mundo. Na primeira partida contra o México, Pelé foi fundamental na vitória por 2 a 0. No entanto, no jogo seguinte contra a Tchecoslováquia, Pelé sofreu uma distensão muscular e ficou fora da equipe. Quem brilhou no seu lugar foi o jogador Garrincha, quando o Brasil conquistou a segunda Copa do Mundo.

Na Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra, embora o Brasil estivesse formado com um time de grandes jogadores como Pelé, Garrincha, Gilmar, Djalma Santos, Jairzinho, Gérson e Tostão, disputou apenas três partidas, sendo eliminado na primeira rodada.

Já na Copa do Mundo de 1970, no México, sob o comando do técnico Zagallo, o Brasil jogou seis partidas e conquistou seis vitórias. O Rei Pelé marcou quatro gols e protagonizou alguns dos lances mais bonitos da história do futebol.

Na final, Brasil e Itália entraram em campo na disputa pelo tricampeonato mundial e consequentemente a posse definitiva da Taça Jules Rimet. Em uma cabeçada, Pelé abriu o placar. Em seguida, a Itália empatou. No segundo tempo, Gérson fez 2 a 1, Jairzinho fez 3 a 1 e Carlos Alberto, em uma bola rolada por Pelé, fez 4 a 1, conquistando o tricampeonato e definitivamente a Taça Jules Rimet.

Aposentadoria

Em 1971, Pelé decidiu se aposentar da Seleção Brasileira e sua despedida se fez em dois jogos. A primeira partida foi realizada em 11 de julho, contra a Áustria, no Estádio do Morumbi (SP), que terminou empatada em 1 a 1.

A segunda partida foi no Estádio do Maracanã em 18 de julho, contra a Iugoslávia, com o placar de 2 a 2. Pelé, que atuou apenas no primeiro tempo, deu a volta olímpica no intervalo da partida.

O milésimo gol de Pelé, que entrou para a história, foi marcado no Maracanã, no dia 19 de novembro de 1969, na cobrança de um pênalti, no jogo entre Santos e Vasco.

Ele se aposentou do futebol no ano de 1977, quando jogava no Cosmos. Em 1994 foi nomeado Embaixador da Boa Vontade da UNESCO, e em 1995, nomeado Ministro do Esporte no governo de Fernando Henrique Cardoso, cargo que exerceu até 1998. Durante esse período, Pelé criou uma lei que, entre outras medidas, visava dar maior transparência e profissionalismo ao esporte, que ficou conhecida como “Lei Pelé”.

Em seu último aniversário, o Rei publicou no Instagram: “eu apenas quero expressar a minha gratidão. A vida é muito boa. Completar 82 anos junto a vocês, com saúde, é o melhor presente. Obrigado por tudo o que tenho recebido”.

Leia também: ‘Pelé: vida, polêmicas e reinado do único atleta a vencer três Copas’

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano