Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Projeto ‘Entreviste Um Negro’ é relançado para ampliar representatividade preta na mídia

Criado em 2015 pela jornalista Helaine Martins, banco de dados visa conectar profissionais negros a comunicadores e mídias

Texto: Patricia Santos | Foto: Divulgação

Imagem mostra a jornalista Helaine Martins, criadora do "Entreviste Um Negro".

Foto: Foto: Divulgação

19 de setembro de 2023

A Editora MOL lançou um novo formato do projeto “Entreviste Um Negro”, banco de dados que pretende conectar profissionais negros a comunicadores. Criada pela jornalista Helaine Martins, que faleceu em 2021, a ação é atualmente feita por muitas mãos, mas surgiu seis anos antes, a partir da inquietação da comunicadora que observou que a maioria dos jornais ouvia apenas pessoas brancas, em específico, homens brancos, como fontes para a maioria das reportagens.

Com poucos recursos, muita dedicação e interesse em ter um novo jornalismo, Helaine criou o “Entreviste Um Negro” para aumentar a visibilidade e representatividade na mídia e ajudar na construção de um jornalismo mais plural e que busque um equilíbrio em seus pontos de vista. A iniciativa ganhou destaque na imprensa e, em 2019, foi ampliada com a criação da Mandê, agência de conteúdo especializada na temática racial. Mas a trajetória de Helaine foi interrompida em 3 de julho de 2021, quando ela morreu vítima de uma parada cardiorrespiratória.

Como forma de homenagear sua memória e perpetuar sua luta, a Editora MOL, onde a jornalista atuou por mais de 10 anos, decidiu dar continuidade ao projeto, com o apoio da família de Helaine e de Karol Gomes, sócia de Helaine na Mandê. A MOL abriu uma oportunidade de estágio para exercer o trabalho de alimentação e divulgação do projeto e seguir com o legado que Helaine deixou. A partir da “Bolsa Helaine Martins”, a jornalista Andressa Marques se propôs a seguir com o sonho de Helaine e, por ser comunicadora, negra e periférica, entende e também anseia por um jornalismo com mais cores.

Jornalistas podem se cadastrar no novo banco de dados por meio do Formulário para Comunicadores, preenchendo-o com seus dados e concordando que seus acessos serão destinados à execução de pautas mais diversas e inclusivas. Aos especialistas, é solicitado que se inscrevam no Formulário para Especialistas, disponibilizando seus dados para que jornalistas possam entrar em contato.

O projeto é protegido pela Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. Para mais informações, acesse os Termos e Condições de Uso e o Aviso de Privacidade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 152

EP 151

Cotidiano