Pesquisar
Close this search box.

Ação de grafite dá cara nova para organização de projetos sociais na Grande São Paulo

sede

5 de fevereiro de 2021

Organização localizada em Diadema, na região do ABC, oferece oficinas de hip hop, ações socioeducativas para crianças e adolescentes e já recebeu prêmios

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nataly Simões I Imagem: Divulgação

A cidade de Diadema, na região metropolitana de São Paulo, vai ganhar um novo visual neste sábado (6) com uma ação de grafite que vai renovar toda a fachada da ONG Matéria Rima, criada em 2002 inicialmente como um grupo de rap. A organização não governamental desenvolve um trabalho socioeducativo com crianças e adolescentes das periferias do município.

O resultado positivo das atividades, em parceria com escolas públicas, levou o projeto a receber, em 2015, o Prêmio regional e nacional Itaú-Unicef “Educação Integral: Aprendizagem que Transforma”. Em 2018 a iniciativa também ficou entre as dez melhores do país.

“O direito de sonhar deveria constar na declaração universal dos direitos humanos, pois a criança e o jovem que não sonham não realizam. Este espaço que respira cultura e educação é fruto de um sonho de um garoto negro, pobre, nordestino e periférico que sonhou com um lugar onde crianças e jovens pudessem ser felizes para poder sonhar”, conta Joul Matéria Rima, fundador da ONG.

A ação de grafite se chama “Colorindo Sonhos” e tem curadoria do artista Binho Ribeiro, um dos mais renomados do país e que começou a grafitar em 1984. Para os painéis na sede da Matéria Rima, foram convidados os artistas Bonga, Does, Edinho, Lady Brown, Grande, Charmi, Preto, Pixote e Rotka (do Chile). Edinho.

Binho já fez a curadoria de grandes projetos de arte de rua, como o Museu Aberto de Arte Urbana de São Paulo (MAAU) – primeiro museu aberto de arte urbana do mundo – e a Bienal Internacional Graffiti Fine Art, atualmente, a mais completa bienal de arte urbana do mundo.

A sede da ONG Matéria Rima fica na Rua Guarani, no número 115, no bairro Conceição, em Diadema. A ação de grafite ocorre durante o sábado, seguindo todos os protocolos de segurança elaborados em decorrência da pandemia.

A organização já  participou do programa Cidade na Escola, da Prefeitura de Diadema, levando oficinas culturais no contraturno das aulas para 1,5 mil crianças. Em 2020, cerca de 120 crianças estavam inscritas nas oficinas, que foram feitas de forma remota por conta da crise da Covid-19. Um dos objetivos da pintura/reforma é preparar a sede para quando as atividades presenciais voltarem. Em breve serão abertas as inscrições para participar das oficinas de 2021.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano