Pesquisar
Close this search box.

Afrodrag e cantora diaspórica Barbárie Bundi reflete afetividade negra em seu álbum de estreia

AQUÁTIKA traz cinco composições inéditas: Aquátika, Água do Congo, Água-Viva, Pega Eu e Kimbanda; O álbum será lançado no próximo dia 13 de junho, em todas as plataformas digitais de música

Texto: Redação | Imagem: Aycusali/Divulgação

Imagem de divulgação. Na foto, a artista Barbárie com maquiagem e acessórios de tradição africana, encarando para a frente. De turbante verde e cabelo cacheado volumoso e meio grisalho, divulga seu primeiro álbum.

6 de junho de 2021

Com direção artística e musical de Caboclo de Cobre, produção de Marcelo Sant’anna da AquaHertz Beats, AQUÁTIKA é o primeiro mergulho sonoro de Bundi na reflexão sobre afetividade negra, sobre Dengo, palavra de origem kimbudu, que em seu sentido mais profundo e ancestral significa o encontro entre negrxs. “Nessa sociedade racista, o amor está articulado ao mundo branco. Para nós negrxs, ele não funciona. Não é um álbum de baladas românticas. É uma afrofabulação, um trabalho de cura, de reconexão ancestral, de kimbandaria, de amor, de encontro. Aquatika é meu corpo abrindo um espaço líquido de memórias.”, reforça a afrodrag, nascida nos bares e esquinas do centro e periferia soteropolitana.

De acordo com Barbárie Bundi, AQUÁTIKA propõe um encontro consigo, com o outro e “é a minha maneira de falar para todas as bixas pretas que estamos juntas”. “Para nós de candomblé, a água representa cura e eu queria fazer um trabalho que também pudesse ajudar no equilíbrio do Orí/cabeça, por isso emerjo em uma fábula aquática. Apesar de toda violência social que vivenciamos, não queria que o álbum fosse um trabalho sobre dor, mas que se tornasse um apontamento de caminho, de futuro”.

AQUÁTIKA é um álbum que tem uma linha narrativa que conduz a uma dramaturgia de mergulho, conhecimento, cura, afeto e troca de afetividade entre pretxs, e finaliza com reforçando todo o poder/feitiçaria que a bixa preta carrega nas mãos e no corpo. Após o lançamento do EP, Bundi lançará no instagram, nos dias 08, 10, 12 e 14 de junho, vídeos diários a respeito de cada música e trajetória da artista.

Além dos vídeos, ocorre no dia 28 de junho uma live show desse novo e primeiro trabalho da multiartista, que deve ainda este ano virar uma obra audiovisual. Com músicas autorais e de Caboclo de Cobre, Daniel Arcades, ISSA e participação de Apenas Herverton e Joker Guiguio na percussão.

Confira também:

Disco inédito e em espanhol mostra versatilidade e bom humor de Tim Maia

Luiza Loroza lança primeiro single da carreira em resposta ao pai, Serjão Loroza

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano