Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Beleza, poder e diversidade: Niely Gold lança linha para crespos e cacheados

Marca também apresentou Brunna Gonçalves e Marcia Pantera como suas novas embaixadoras
Iago Augusto/Alma Preta Jornalismo

Foto: Iago Augusto/Alma Preta Jornalismo

19 de maio de 2023

Niely Gold, especialista em todos os tipos de cabelo, lançou nesta quarta-feira (17), em São Paulo, a sua nova linha para cabelos cacheados e crespos: Niely Gold Cachos Definição Prolongada. O evento contou com a presença de diversas influenciadoras negras como Giovana Eliodoro, e ainda, com a apresentação de Marcia Pantera, Drag Queen precursora do movimento Bate-Cabelo, do coletivo Excelente Kiki Casa de Mutatis e da nova embaixadora da marca, Brunna Gonçalves, dançarina e também digital influencer.

A nova linha é formulada com óleo de linhaça e manteiga de karité, facilitando o alto poder de hidratação, deixando os cabelos sedosos e saudáveis, com brilho e maciez, garantindo o day after e trazendo uma conexão emocional com suas consumidoras. Niely Gold também está assumindo uma mudança em sua comunicação visual, valorizando o cabelo como auto expressão e a beleza como movimento transformador de identidades. 

Brunna Gonçalves, que assina a linha ‘Cachos Definição Prolongada – 72h de Bate-Cabelo’, disse estar realizada com o lançamento, porque ela não tinha em quem se inspirar. Emocionada, ela não conteve as lágrimas ao apresentar a linha. “Eu fico muito orgulhosa. Como disse, há dez anos, eu jamais iria imaginar que hoje estaria estampando uma campanha com o meu cabelo, porque eu tinha muita vergonha”, revelou a dançarina. 

Outra presença importante no evento foi a de Marcia Pantera, atriz e Drag Queen brasileira. Com 35 anos de carreira, a artista ficou conhecida por iniciar o movimento Bate-Cabelo e inspirar performers e artistas brasileiros. Gay e oriundo da periferia, Carlos Marcio, que dá vida a drag, disse que era impossível descrever somente com palavras a sensação de presenciar um público negro e jovem no novo lançamento de Niely Gold. 

O Bate-Cabelo é uma expressão cultural e movimento de origem periférica de resistência e orgulho LGBTQIAPN+. A paulistana Marcia Pantera inventou o estilo de dança na década de 80 e suas performances acabaram se tornando um símbolo do movimento, inspirando também Niely Gold  com o novo lançamento. 

“É de uma importância gigantesca – o evento –  para o nosso público negro, gay, para as mulheres. Não dormi na noite passada ansiosa para saber o que a gente ia fazer, o que ia acontecer, mesmo tendo todo esse tempo de carreira tem momentos na vida da gente a gente tem que respirar, sabe? Para entender o que está acontecendo à nossa volta e entender que as pessoas podem ser como elas quiserem”, contou Marcia. A apresentação realizada pela drag foi cercada de emoção.

Além das apresentações de Brunna e Marcia como embaixadoras digitais da marca, o coletivo Excelente Kiki Casa de Mutatis trouxe para o Celeiro Quintal, local do lançamento, concursos temáticos da cultura Ballroom como as batalhas de voguing.

Excelente Kiki Casa de Mutatis é a primeira casa da cultura Ballroom de São Paulo e é composta por uma maioria de pessoas trans femininas, masculinas e não-binárias. “A gente tem o intuito de ocupar os espaços com nossa arte, nossas performances e é isso que a gente faz”, explicou Edan Mar, artista e produtor. “O tema tem muito a ver com a gente, com nossas entidades, com nosso jeito. Então ficamos muito felizes de ocupar os espaços com o que a gente faz”, completou.

“Esse é um momento importante para a marca, em que a estratégia foi revisada depois de longa pesquisa”, afirmou Vinicius Tortoza, gerente de Marketing de Niely. “Passamos a trabalhar com o novo conceito, mais inclusivo e com foco nas múltiplas identidades de beleza do Brasil”, completou.

Presença negra, crespa e cacheada

Para a influenciadora digital Bruna Telles, conhecida nas redes sociais como ‘Brubs’, lançamentos de linhas como a que Niely propôs ao mercado ajudam muito a motivar meninas e mulheres negras, pois, assim, “elas conseguem perceber que não estão sozinhas, que existe uma variedade de produtos acessíveis e que esses produtos são pensados para os diferentes tipos de curvatura”. 

Amanda Brito, influenciadora negra natural de Mato Grosso, acredita que ações como a de Niely devem continuar. “Essa inovação chegou recentemente no mercado, não é uma coisa que existe há muito tempo e a gente só tá no início”. Questionadas a respeito da apresentação da Excelente Kiki Casa de Mutatis, se já haviam tido contato com apresentações da cultura ballroom, as influenciadoras disseram se sentir extremamente representadas com as performances. “Tem gente que olha, vê as pessoas nas propagandas, em eventos, e fala: ‘é só um tipo de padrão, é só um tipo de pessoa’, então quando [a população] vê essa diversidade, acaba se identificando”, disse Amanda.

Leia também: Conheça a história da discriminação do cabelo crespo no Brasil

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano