Pesquisar
Close this search box.

Exposição discute racismo e identidade a partir do cabelo crespo

3 de junho de 2016

Texto: Divulgação / Edição de Imagem: Pedro Borges

Evento terá apresentação de trabalho do Alma Preta

A exposição “Capilaridades” propõe um processo investigativo e reflexivo a partir de um elemento estético, o cabelo, dimensionado a partir da premissa de que a cultura, assim como as relações e construções étnico-raciais, é um meio dotado de linguagem visual e corporeidade.

A exposição é proposta com base em três eixos centrais: corpo individual, corpo social e corpo político.

Além da aparente objetividade quanto ao fenótipo, os cabelos crespos representam distintos segmentos de discussões históricas do negro. Há o debate acerca de suas identidades e tradições, sua representatividade, a busca por legitimação na construção e manutenção da autoestima e do protagonismo destes em suas diferentes lutas e conquistas.

Dessa forma, “Capilaridades” lhes faz um convite à reflexão acerca dos processos de construção e luta do negro. Tanto por protagonismo e legitimação social e política, quanto por seu caráter identitário/estético. É preciso questionar a ordem vigente e hegemônica dos cabelos lisos, revendo as trajetórias e espaços de socialização deste universo e explorando a dimensão visual e estética do fenótipo capilar dentro de sua inerente diversidade.

Abertura:

Dia 07 de junho de 2016

Shows musicais e Coquetel (18h às 19h) ;

Apresentações musicais de Wilson Bebel, Marcelo Café e Rosa Luz.

Descerramento da faixa inaugural e Visita guiada com presença dos artistas convidados (19h às 20h).

Local: Enfrente a Biblioteca Central da Universidade de Brasília (BCE/UNB).

Viitação: 08/06/2016 à 15/06/16 (diariamente das 10h às 19h).

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano