Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Maxwell Alexandre utiliza moda e arte para provocar espectadores em mostra em São Paulo

Exposição busca desafiar estereótipos e narrativas dominantes no Sesc Avenida Paulista
Maxwell Alexandre, apresenta a série "Novo Poder: passabilidade” no Sesc Avenida Paulista.

Foto: Divulgação / Estúdio Megazord

14 de abril de 2024

A mostra “Novo Poder: passabilidade”, do artista carioca, Maxwell Alexandre, 

chega em São Paulo para oferecer uma experiência reflexiva sobre a interseção entre identidade, poder e passagem. A exposição fica em cartaz entre 19 de abril e 29 de setembro de 2024.

A exibição individual da série, realizada pela primeira vez em Madri, na Espanha, ganhou desdobramento no 1º Pavilhão Maxwell Alexandre, galeria de arte contemporânea da Rocinha, no Rio de Janeiro. Agora, a mostra vai ocupar o espaço “Arte I”, no Sesc Avenida Paulista até 29 de setembro de 2024.

Com um conjunto de cerca de 56 obras que utilizam a moda e a arte contemporânea como plataformas de empoderamento, a produção desafia estereótipos e narrativas dominantes para propor provocações sobre as realidades sociais e culturais do Brasil por meio de retratos pintados a óleo sobre papel pardo.

“A Moda e a Arte são dois campos da cultura hegemônica ocidental que se consolidaram a partir da modernidade, cada um com suas especificidades, tendo como ponto em comum a forte influência que ambos exercem na construção de distinções sociais”, conta Maxwell em nota à imprensa.

Em suas obras, o artista dá ênfase a três signos base: as cores preta, branca e parda. A cor preta é manifestada pela representação dos personagens, enquanto a cor branca aponta para o espaço expositivo, assim como o conhecimento acadêmico. A cor parda, por sua vez, representa a obra de arte e também faz referência ao próprio papel, suporte principal da série.

Vencedora do prêmio Pipa 2021, a nova série de Maxwell também defende a democratização da arte ao pontuar a importância da comunidade preta estar presente em galerias, museus, centros culturais e fundações.

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano