Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

MTST lança jogo gratuito contra a privatização do transporte público

O objetivo é conscientizar os jogadores sobre os problemas da privatização
Imagem pixelada mostra a ilustração de um trem, elemento do jogo "Imobilidade Urbana".

Foto: MTST / Divulgação

22 de janeiro de 2024

O Núcleo de Tecnologia do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST)  lançou gratuitamente o jogo independente “Imobilidade Urbana”, contra a privatização do transporte público. Por ser on-line, o passatempo dispensa a necessidade de download.

“Imobilidade Urbana” é um sidescroller 2D com questões simples envolvendo personagens do cotidiano paulistano. A ambientação do jogo é de terror, desde a arte e trilha sonora, até as jump scares, técnica frequentemente usada em filmes de terror e jogos eletrônicos com intuito de assustar o público.

O objetivo do jogo é conscientizar os jogadores dos problemas que envolvem a privatização do transporte público, por meio de uma crítica ácida e sarcástica.

Em 2023, os trens privatizados e geridos pela empresa Via Mobilidade na região metropolitana de São Paulo viraram pauta nas redes sociais por diversas falhas apresentadas, como trens pegando fogo, estações com a estrutura cedendo, superlotação causada por velocidade reduzida e até colisão de trens, apontam os idealizadores.

A partir da protagonista Glória, uma enfermeira negra que retorna para casa no último trem da noite. O público pode vivenciar os obstáculos assustadores que os personagens enfrentam para conquistar a sobrevivência após uma falha no transporte coletivo. 

“Como o atual governo de Tarcísio Freitas (Republicanos-SP) possui como principal proposta a privatização de serviços essenciais como transporte (Rodoanel) e água (Sabesp), o time de Games do NT-MTST optou por desenvolver seu terceiro jogo focando na conscientização deste problema”, aponta a introdução do jogo. 

“Trens descarrilhando, tetos de estações desabando, falhas elétricas e redução da velocidade são parte da rotina diária dos trabalhadores que precisam utilizar os trens operados pela iniciativa privada. Quando o objetivo é o lucro, o bem-estar da população nunca é prioridade”, pontuou o Núcleo de Tecnologia do MTST em publicação nas redes sociais. 

Clique aqui para acessar o jogo.

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano