Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

‘Pequeno Manual Antirracista’ ganha adaptação para o teatro em Salvador

Nova versão da obra de Djamila Ribeiro também marca a estreia da atriz Luana Xavier em um monólogo
Imagem mostra Djamila Ribeiro, uma mulher negra e de tranças afro.

Foto: Marcos Bakker/ Dvulgação

6 de março de 2024

O livro “Pequeno Manual Antirracista”, da pesquisadora e filósofa Djamila Ribeiro, ganhou uma adaptação para um monólogo apresentado em Salvador. O espetáculo fica em cartaz no Teatro do Instituto Goethe até 31 de março. 

Ganhadora do Prêmio Jabuti de Ciências Humanas, a obra aborda a questão racial e a luta contra o racismo estrutural e individual como mote. O espetáculo, previsto para estrear em abril em São Paulo, é dirigido por Aldri Anunciação, que também assina o texto. 

A primeira versão de uma obra de Djamila Ribeiro para o teatro também marca a estreia da atriz Luana Xavier em um monólogo. Na adaptação livre, a professora Bell conduz a sua turma do ensino médio a uma conversa animada e irônica, na qual até mesmo uma manifestação do lado de fora da escola pode virar lição de vida.

Por meio de uma abordagem engajada e informativa, o monólogo de “Pequeno Manual Antirracista” tem o potencial de despertar reflexões e debates sobre questões raciais, contribuindo para a conscientização e a luta contra o racismo na sociedade. 

“Um livro que ganhou o Brasil, lido e estudado nas escolas […] presente em formação de educadores, empresas, amigo secreto. Um livro que estourou bolhas e a cada dia me surpreende pelo alcance e por contribuir para uma educação antirracista. Agora, ganha uma nova linguagem, um outro olhar e perspectivas. Atingirá outros públicos, mentes e corações”, celebrou Djamila Ribeiro nas redes sociais. 

“Honrado em poder dialogar esteticamente com uma filósofa contemporânea que tanto admiro e que consegue se comunicar com tantos brasileiros e brasileiras através do estímulo ao pensamento. Suas reflexões são muito bem-vindas ao teatro negro!”, completou o diretor Aldri Anunciação na publicação. 

Apresentada pelo Ministério da Cultura e pelo Instituto Cultural Vale, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, a peça é uma realização da Maré Produções e co-realização da Melanina Acentuada, Ministério da Cultura e Governo Federal. 

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano