Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

PM determinou fim da festa de aniversário do Vai-Vai

Show de aniversário do Vai-Vai é cancelado pela polícia
Show de aniversário do Vai-Vai é cancelado pela polícia

Foto: Foto: Acervo Vai-Vai

28 de janeiro de 2024

A festa de 94 anos do Vai-Vai, maior campeão do carnaval paulistano, foi cancelada pela Polícia Militar. No sábado, dia 27 de janeiro, durante a entrada da festa, no Vale do Anhangabaú, centro de São Paulo, houve uma confusão e uma tentativa de invasão por parte do público. Por conta da falta de controle, a polícia militar foi acionada e determinou o fim das apresentações.

A grande atração da noite, os Racionais MC’s, chegaram a se apresentar para o público. As demais atrações, como Dexter, Djonga, Negra Li, Tasha e Trace, não chegaram a subir no palco.

Em nota, a Polícia Militar informou que “foi acionada para intervir em uma situação de tumulto devido à superlotação de um evento promovido por uma escola de samba, na noite de sábado (27), por volta da meia-noite, no Vale do Anhangabaú. Ao chegarem ao local indicado, os policiais constataram a confusão e a equipe agiu prontamente para controlar a situação, resultando na dispersão dos participantes do evento. Não houve registro de detidos”.

A escola se posicionou nas redes sociais, com uma lamentação do ocorrido. “Hoje, durante a comemoração dos 94 anos do Vai-Vai, pouco antes do show dos Racionais, houve uma invasão das catracas e os seguranças do evento não conseguiram conter. A polícia interviu e determinou que, por conta disso, o restante dos shows seriam cancelados. Lamentamos profundamente, mas acatamos a ordem da PM e prezamos pela segurança de todos”.

O evento foi organizado em parceria com o Grupo 51, uma empresa especializada na produção de eventos. A companhia não se posicionou nas redes sociais e os comentários foram limitados, depois do Grupo 51 receber uma série de críticas por conta da falta de organização da festa.

Pessoas ouvidas pela reportagem relataram que houve um pequeno contingente de profissionais, desde seguranças até equipes de limpeza. Sinalizaram também para a grande fila para a entrada. Ainda houve uma reclamação acerca do valor dos ingressos, com relato de pessoas que gastaram mais de R$ 150 na entrada.

Nas redes sociais, pessoas que foram ao evento sinalizaram para a seletividade da polícia, pelo fato da festa ter como uma das atrações os Racionais MC`s, críticos da ação da PM, e a maioria do público ser de pessoas negras.

  • Pedro Borges

    Pedro Borges é cofundador, editor-chefe da Alma Preta. Formado pela UNESP, Pedro Borges compôs a equipe do Profissão Repórter e é co-autor do livro "AI-5 50 ANOS - Ainda não terminou de acabar", vencedor do Prêmio Jabuti em 2020 na categoria Artes.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano