Pesquisar
Close this search box.

Websérie ‘O Pequeno Herói Preto’ apresenta brincadeiras típicas do continente africano

Desenvolvida a partir da obra original do ator Junior Dantas, produção audiovisual mescla linguagens e aborda a representatividade através do personagem “Super Nagô”

Texto: Redação | Imagem: Divulgação

herói

16 de março de 2021

A primeira temporada da websérie “O Pequeno Herói Preto” foi lançada no YouTube em março e é mais uma opção de entretenimento para as crianças brasileiras. Com roteiro do ator Junior Dantas, colaboração da escritora Kiusam de Oliveira e direção de Rodrigo Menezes, o projeto aprofunda e traz novas questões acerca da brasilidade, representatividade e autoestima através das pesquisas do Super Nagô, um youtuber de 10 anos que percorre sua jornada usando conhecimentos de seus antepassados e da natureza para transmitir uma mensagem de amor, tolerância e empatia entre as pessoas.

“Desde criança eu sentia falta de personagens que parecessem comigo. Na infância, é comum brincar de ser super-herói e heroína e, na TV da época, o que eu encontrava eram heróis que não tinham características físicas como as minhas, nem com a população brasileira”, relembra Junior que, para dar vida a Super Nagô, se inspirou nas brincadeiras com suas sobrinhas, no trabalho anterior e na sua experiência na internet com o público infanto-juvenil.

A cada episódio, o personagem apresenta quadros lúdicos com a participação de convidados-heróis do dia-a-dia, como Eduarda e Helena, as Pretinhas Leitoras, o cantor Flavio Renegado, e o influencer e rapper Jota Jr. Com conteúdo educativo, a websérie traz contação de histórias, artesanato, dicas de leituras, músicas e filmes. Brincadeiras típicas do continente africano, como a Matacuzana, Saltando Feijão e Terra Mar reforçam o perfil cultural do projeto.

“Este trabalho é uma construção baseada numa verdade que busquei inicialmente em mim e em muita pesquisa. Por mais empoderadas e atentas às suas qualidades, é importante reforçarmos os referenciais das crianças para que, consistentemente, possam identificar a beleza e o orgulho na negritude”, diz Junior.

Para o ator, a websérie é ainda um encontro entre heróis da vida real e da ficção, como Super Choque, Pantera Negra e os de livros de histórias como as de Zumbi e Dandara.

“A internet nos propicia acessar lugares onde não existem teatros, e ainda proporciona que um professor acesse e leve este conteúdo às suas aulas, por exemplo. Estar à frente deste projeto, formado por uma equipe que compreendeu e abraçou esta minha obra, é uma responsabilidade muito gostosa. Estou me sentindo muito feliz e realizado”, finaliza Junior.

Os episódios de “O Pequeno Herói Preto” vão ao ar toda semana no YouTube. Acompanhe aqui.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano