Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Comprova: Trecho de entrevista de Lula é tirado de contexto para sugerir desprezo aos mais pobres

Vídeo foi retirado da participação de Lula no PodPah, em dezembro de 2021; o Comprova não obteve respostas do autor da postagem

Imagem: Divulgação

Foto: Imagem: Divulgação

25 de outubro de 2022

Enganoso: É enganoso o vídeo que tira de contexto uma frase do candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre os pobres, como se ele considerasse a população de baixa renda dispensável após as eleições. Na verdade, durante a entrevista em questão, que o ex-presidente concedeu ao podcast PodPah, exibido originalmente em dezembro de 2021, Lula condena a prática de alguns políticos que, na opinião do petista, demonstram interesse pelos mais pobres somente em período eleitoral. O Comprova não obteve respostas do autor da postagem.

Conteúdo investigadoPost em vídeo mostrando a declaração de Lula durante o PodPah. O vídeo, com apenas oito segundos, mostra o candidato petista falando aos interlocutores e, na tela, a legenda “Não diga! Ainda tem quem vote num imbecil desse!”, acompanhada de emojis de espanto e vômito.

Onde foi publicado: TikTok.

Conclusão do Comprova: É enganoso o vídeo que apresenta uma frase de Lula sobre os pobres, sugerindo que o petista, após as eleições, não teria mais interesse nesta parcela da população. Usada fora de contexto, a declaração dá a entender que o candidato do PT considera descartáveis as pessoas em situação de pobreza, mas o sentido original é justamente o contrário: em sua fala, Lula se referiu em tom crítico aos políticos que se importam com a população pobre apenas em período eleitoral.

Com apenas oito segundos, o vídeo aqui investigado é um recorte de uma entrevista de 2h28min concedida por Lula ao podcast PodPah, exibida originalmente no dia 2 de dezembro de 2021.

O presidenciável falava sobre o programa Bolsa Família, que fora instituído ainda durante o seu governo (por meio da Lei Federal 10.836, em 9 de janeiro de 2004), e das mudanças implementadas no sistema de transferência de renda durante a gestão de Jair Bolsonaro (PL). Candidato à reeleição, o presidente substituiu o benefício, que já tinha 18 anos, pelo programa federal Auxílio Brasil, medida que, na opinião do petista, tem fins eleitorais.

Na sequência, Lula diz que o pobre muitas vezes é tratado como se fosse “papel higiênico”, descartado após as eleições, ou apenas um número, fazendo uma crítica a políticos que se comportam dessa maneira em relação à população vulnerável.

Mas a fala do petista foi resumida ao seguinte trecho: “Acabou as eleições, acabou o interesse pelo pobre. O pobre não é visto como ser humano, é visto como número, sabe?”. Com o corte, fica a impressão enganosa que o presidenciável considera a população de baixa renda descartável.

Contudo, no vídeo original, tem-se o contexto da frase, que expressa outro sentido, justamente de crítica ao que o conteúdo verificado insinua, como se percebe a partir de 49 minutos e 42 segundos. “Cê sabe o que acontece? Eu vou dizer uma coisa pra vocês com todo respeito das pessoas que estão acompanhando vocês. É que pobre muitas vezes nesse país é tratado como se fosse papel higiênico. Usou, jogou fora, acabou. Acabou as eleições, acabou o interesse pelo pobre. O pobre não é visto como ser humano, é visto como número, sabe?”

O candidato do PT já usou esses termos em outros eventos, e postagens sobre o assunto foram identificadas como enganosas em checagens do ComprovaAos FatosLupa e Yahoo.

O Comprova classifica como enganoso todo conteúdo retirado do contexto original e usado em outro de modo que seu significado sofra alterações e que confunda, com ou sem a intenção deliberada de causar dano.

Alcance da publicação: O Comprova investiga os conteúdos suspeitos de maior alcance nas redes sociais. O vídeo publicado no TikTok alcançou mais de 279 mil interações até 24 de outubro, sendo 126,6 mil curtidas, 9,1 mil comentários e 143,8 mil compartilhamentos.

O que diz o responsável pela publicação: O Comprova entrou em contato com o autor da publicação nos perfis do TikTok e Facebook, mas não houve resposta até a publicação desta verificação.

Como verificamos: A reportagem iniciou a checagem fazendo a transcrição da fala do ex-presidente exibida no vídeo do TikTok. Na sequência, pesquisando pelas palavras-chave “Lula” + “vídeo” + “pobre”, a consulta retornou, entre outros conteúdos, um sobre “vídeos de Lula falando mal dos pobres”.

Nessa publicação, há uma gravação com duração um pouco maior que o vídeo aqui investigado em que o presidenciável aparece com a mesma roupa e, em dado momento, ele cita o nome de um dos apresentadores do PodPah, Igão. O próximo passo foi pesquisar “Lula” + “Igão” e, então, foi possível identificar o conteúdo original.

Após assistir à entrevista, o trecho recortado foi registrado entre os 49 minutos e 58 segundos e 50 minutos e 05 segundos do vídeo.

A equipe também fez contato com o autor da postagem, tanto na plataforma de vídeo quanto em um perfil no Facebook, mas não houve resposta.

Por que investigamos: O Comprova investiga conteúdos suspeitos sobre eleições que viralizam nas redes sociais. Publicações falsas ou enganosas envolvendo candidatos à Presidência, como a do vídeo analisado pela equipe de reportagem, podem induzir a erros ou interpretações equivocadas por parte dos eleitores, que têm direito de fazer suas escolhas baseadas em informações confiáveis e verdadeiras.

Outras checagens sobre o tema: Conteúdo semelhante, que traz outra declaração de Lula sobre os pobres, já foi verificado pelo Comprova e pelas agências de checagem Aos Fatos e Lupa. O tema também foi alvo de verificação do portal Yahoo Notícias.

As eleições entram na reta final e os conteúdos de desinformação se espalham com mais velocidade. Nos últimos dias, o Comprova demonstrou que é mentira que homem em ato de Lula foi preso por tiros durante agenda de Tarcísio em São Paulo e também que é falso que o petista tenha defendido o uso de mentira na política e, ainda, que é enganoso que Paulo Guedes anunciou redução em aposentadorias.

Leia também: Comprova: Com declarações antigas de Dallagnol, vídeo engana ao dizer que Lula pode perder candidatura por conta da Lava Jato

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano