Pesquisar
Close this search box.

Corte de Doria no Orçamento da Cultura pode fechar Museu Afro Brasil

4 de abril de 2019

Trabalhadores se mobilizam para uma audiência pública na Alesp, nesta quinta (4); Ao todo, corte pode ser de R$ 148 mi na pasta

Texto / Simone Freire
Imagem / Reprodução

A redução de 23% no Orçamento da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, decretado pelo Governo de São Paulo de João Doria (PSDB), pode significar uma redução de R$ 148 milhões no montante destinado à pasta.

Segundo funcionários do Museu Afro Brasil, que se reuniram na manhã desta quinta-feira (4), caso se concretize, o resultado pode ser definitivo para a unidade. “Este corte pode representar demissões em grande escala e até mesmo o fechamento do Museu Afro Brasil”, afirma Renata Dos Santos, auxiliar de Coordenação do Núcleo de Educação.

Audiência

A redução no orçamento coloca em risco de fechamento e redução de atividades não só do Museu Afro Brasil, mas de diversos outros museus, bibliotecas, orquestras, centros culturais, companhias de dança, a escola de música Tom Jobim, o conservatório de música de Tatuí, as Fábricas de Cultura e programas de formação para crianças e adolescentes em todo o Estado.

Para reagir ao grande corte, no Museu Afro Brasil, funcionários formaram um grupo de trabalho para se articular e realizar um chamamento a nível estadual para a participação na audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) a respeito dos cortes na Cultura, nesta quinta (4), às 19h.

A audiência foi chamada pelo deputado Carlos Giannazi (Psol), autor do PDL 04/19, que revoga o decreto do governador. “É fundamental para a nossa articulação que estejamos presentes nessa audiência. É um espaço importante para amplificar as pressões para a revogação do decreto”, diz a nota de convocação dos funcionários.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano