Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Datafolha: Lula é o preferido entre negros; Bolsonaro tem maior rejeição

De acordo com pesquisa, 43% dos pardos votariam em Lula, contra 30% em Bolsonaro; entre os pretos, 48% declaram voto no petista e 24% apoiam a reeleição do atual presidente

Imagem: Divulgação/Ricardo Stuckert

Foto: Imagem: Divulgação/Ricardo Stuckert

23 de setembro de 2022

A última pesquisa do Instituto Datafolha mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) possui vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL) entre os eleitores autodeclarados negros. De terça-feira (20) até esta quinta (22), o levantamento ouviu um total de 6.754 pessoas, em 343 municípios de todas as regiões do Brasil, entre elas 3156 negras (2646, pardas e 1110, pretas).

No Brasil, 40% do eleitorado se declara pardo, 36%, branco, e 15%, preto, segundo o Datafolha. Amarelos e indígenas não foram incluídos, porque as bases de dados são muito pequenas.

Entre os pardos, a diferença entre Lula e Bolsonaro cresceu de 12 para 16 pontos percentuais nesta semana. Para o primeiro turno das eleições, 43% dos pardos votariam em Lula, contra 30% em Bolsonaro. Já entre os pretos, 48% declaram voto no petista e 24% no atual presidente.

Ciro Gomes (PDT) está na terceira posição com 4% das intenções de votos entre negros (pretos e pardos). Simone Tebet (MDB) ficou com 3% entre pardos e 2% entre pretos. Os demais candidatos juntos somam 2% dos votos.

Os candidatos negros Vera Lúcia (PSTU) e Léo Péricles (UP) não pontuaram na pesquisa do Datafolha nesta semana, apesar de Vera ter chegado a 1% das intenções de voto no início da campanha.

De acordo com o Datafolha, 80% da população negra está totalmente decidida em quem votar, enquanto os outros 20% dizem que o voto ainda pode mudar.

Observando a rejeição de cada candidato, 53% das pessoas pardas afirmam que não votariam no atual chefe do Executivo no primeiro turno. Já os pretos somam 59%. A rejeição a Lula ficou em 37% entre pardos e 32% entre pretos. O candidato que aparece com menos rejeição é Eymael (DC), com 10% entre pardos e 12% entre pretos.

Em um possível segundo turno entre Lula e Bolsonaro, 55% do eleitorado pardo e 61% do preto votaria no candidato petista, enquanto 37% dos pardos e 30% dos pretos apoiariam a reeleição do atual presidente.

Em se tratando de todo o eleitorado brasileiro, sem segmentação por raça/cor, o ex-presidente Lula oscilou de 45% para 47% das intenções de voto na disputa pela Presidência da República e ampliou a liderança sobre o segundo colocado, Jair Bolsonaro, que se manteve com a preferência por 33% dos eleitores brasileiros.

O candidato do PDT, Ciro Gomes, tem 7%, e empata tecnicamente com Simone Tebet (MDB), que tem 5%. Na sequência aparece Simone Thronicke (União), com 1%. Os candidatos Felipe d’Ávila (Novo), Vera (PSTU), Sofia Manzano (PCB), Eymael (DC), Léo Péricles (UP) e Padre Kelmon (PTB) foram citados, mas não atingiram 1% das intenções de voto.

A margem de erro da pesquisa do Datafolha é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o código BR-04180/2022.

Leia também: ‘Lula é a melhor opção para derrotar Bolsonaro’, diz Marina Silva

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano