Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Deputado do PSL destrói placa de exposição sobre o genocídio negro na Câmara

Ato de vandalismo ocorreu na tarde desta terça-feira (19) e foi repudiado por parlamentares da oposição; caso será registrado no Conselho de Ética

19 de novembro de 2019

O deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP) quebrou uma placa que denunciava o genocídio da população negra. A peça é uma obra do cartunista Carlos Latuff e integrava a exposição “(Re)Existir no Brasil – Trajetórias negras brasileiras”, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

O ato de vandalismo aconteceu na tarde desta terça-feira, 19 de novembro. Parlamentares da oposição repudiaram a atitude do Coronel Tadeu e publicaram nas redes sociais vídeos e imagens sobre o ocorrido. O deputado do PSL deixou o local antes da chegada da polícia legislativa.

Em um dos vídeos, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) aparece criticando a obra, junto ao Coronel Tadeu que a destruiu. Daniel é um dos parlamentares que quebraram uma placa em homenagem à vereadora Marielle Franco em ato de campanha durante as eleições de 2018.

Os parlamentares de oposição e que atuam na defesa dos direitos da população negra informaram que vão registrar ocorrência e levar o caso ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

Para a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ), a atitude se trata de um crime de racismo. “Não podemos ser tratados como deputados de segunda categoria nessa casa”, destacou.

Por sua vez, a deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ) reforçou que o deputado deve responder por seus atos. “Não vamos nos calar, a placa vai ser reposta e o deputado será punido”, pontuou.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 152

EP 151

Cotidiano