Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Ministério Público investiga injúria racial contra ministro Silvio Almeida

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania foi ofendido em live enquanto falava sobre a guerra entre Israel e Hamas
Imagem mostra o ministro Silvio de Almeida.

Foto: Reprodução

29 de dezembro de 2023

O Ministério Público Federal em Pernambuco (MPF-PE) acatou o pedido para investigação de racismo contra o ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida.

A denúncia protocolada pede a identificação do agressor e a responsabilização pelo crime de injúria, onde um usuário deixou um comentário racista em transmissão ao vivo do ministro em rede social. Silvio Almeida falava sobre a violação dos direitos humanos na guerra entre Israel e o Hamas, e defendia um cessar-fogo.

Em nota, o MPF-PE informou que a denúncia não terá um procurador específico, mas que o caso precisa de apuração por meio de processo.

“A manifestação será distribuída aleatoriamente para um procurador da República, que dará início à apuração por meio de instauração de procedimento chamado “notícia de fato” ou solicitando mais informações ao demandante”.

Não é a primeira vez que Silvio Almeida pede investigação por crimes raciais. Em junho deste ano, o ministro acionou a Polícia Federal, a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Câmara dos Deputados contra o deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO) que, em entrevista, relacionou a existência de ditaduras em países africanos à  falta de “capacidade cognitiva” dos povos. 

Em novembro, a PGR também denunciou o deputado por injúria racial e racismo contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro Silvio Almeida.

  • Patricia Santos

    Jornalista, poeta, fotógrafa e vídeomaker. Moradora do Jardim São Luis, zona sul de São Paulo, apaixonada por conversas sobre territórios, arte periférica e séries investigativas.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano