Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

‘Todos os municípios da Bahia aderiram ao Pé-de-Meia’, diz ministro em lançamento do programa

A ação conta com investimento de R$ 820 milhões, vai beneficiar 283 mil estudantes do estado
A imagem mostra a aluna Débora Barreto, uma das beneficiárias do programa Pé-De-Meia do governo federal durante o evento de lançamento. Ao lado dela estão o ministro da Educação e o governador do estado.

Foto: Divulgação

13 de março de 2024

Lançado na última segunda-feira (11), o programa Pé-De-Meia deve beneficiar cerca de 283 mil alunos da rede pública da Bahia. O projeto tem o investimento de R$ 820 milhões. O evento aconteceu na Arena Fonte Nova, em Salvador. 

Durante o evento de lançamento do programa, o ministro da Educação, Camilo Santana, esteve ao lado do governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), além de alunos, professores e autoridades no lançamento do programa e reforçou a importância da ação. 

O ministro ressaltou os dados do Censo Escolar de 2023 que apontam que cerca de 480 mil jovens deixam o ensino escolar por ano, o que representa quase o total dos alunos da Bahia juntos. 

O Pé-de-Meia está conectado aos demais programas lançados na área da educação, como o Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, o Programa Escola em Tempo Integral e o Pacto Nacional pela Retomada de Obras Inacabadas, segundo o ministro. 

“Agora mesmo foi autorizado, e nós vamos assinar os contratos para 94 novas creches na Bahia, 62 escolas em tempo integral e 244 ônibus escolares para os municípios baianos”, destacou. 

Ainda segundo a pasta, 100% dos municípios baianos aderiram ao programa que terá um articulador por município e um por região de educação para alinhar as questões de alfabetização no estado. 

Já o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, reforçou a gratidão da Bahia por receber o Pé-de-Meia. Para ele, o programa possibilita os jovens se dedicarem a outras ocupações e ainda fazer uma poupança.  

A aluna do 3º ano do ensino médio, do Colégio Estadual Raphael Serravalle, Débora Barreto, discursou em nome dos estudantes da Bahia. Ela disse que foi criada com programas do governo federal e estadual e que são essas as únicas fontes de renda da família. 

 “Minha família é composta por sete pessoas, e minha mãe é mãe solo. Ela cuida da gente com ajuda do governo, desses programas. O único dinheiro que entra realmente é o do Bolsa Presença, do Bolsa Família e, agora, vai entrar também o do Pé-de-Meia”, destacou.  

  • Patricia Santos

    Jornalista, poeta, fotógrafa e vídeomaker. Moradora do Jardim São Luis, zona sul de São Paulo, apaixonada por conversas sobre territórios, arte periférica e séries investigativas.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano