Pesquisar
Close this search box.

Terça Afro promove diálogos sobre tecnologias de mulheres negras no Sesc Ipiranga

11 de setembro de 2018

Rodas de conversas irão acontecer durante todas as terças-feiras de setembro

Texto / Divulgação
Foto / Divulgação

Todas as terças-feiras do mês de setembro, das 19h às 21h30, acontecerá no Sesc Ipiranga, uma série de diálogos sobre territórios de afetos e mulheres negras na tecnologia promovido pelo coletivo Terça Afro. O Quilombo Terça Afro vem se consolidando como um “território afetivo” de formação continuada em relação a se pensar sobre questões raciais, além de ser um espaço possível de troca, acolhimento e compartilhamento de ideias.

“Dialogar sobre tecnologias e mulheres negras é de extrema importância se pensarmos que somos o eixo principal na formação da nossa sociedade. O racismo estrutural oferece um lugar de subalternidade para as mulheres negras as limitando enquanto sujeito, quando as tiramos deste cenário e mostramos que as tecnologias estão sendo pensadas e criadas por elas, rompemos com o imaginário de não lugar ao qual sempre fomos submetidas. Por isto, convidamos mulheres negras que possuem uma vasta experiencia quando o assunto é tecnologia, território e afetos”, diz Danuza Novaes – Produtora Cultural.

Os encontros são gratuitos e terão a presença de ilustres convidadas que irão discutir assuntos pertinentes a sua área de atuação.

Confira a programação:

11/09: Artes negras corpos tecnológicos
Convidada: Capulanas – A Cia Capulanas de Arte Negra está em cartaz com a peça Ialodês – Um Manifesto da Cura ao Gozo. A companhia tem hoje um repertório composto por dois espetáculos: Solano Trindade e Suas Negras Poesias (2007) e Sangoma (2013) e duas performances: Tênue (2011) e Quando as palavras sopram os olhos respiro (2012).

18/09: Mulheres negras no cinema
Convidada: Joyce Prado – formada em Comunicação Social: Rádio e TV pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo e especialista em Roteiro Audiovisual pelo Centro Universitário SENAC.

25/09: Território de Afetos e Tecnologias ancestrais
Convidada: Mariléa de Almeida – Atualmente é doutoranda em História IFCH/ UNICAMP, onde desenvolve a pesquisa sobre a experiência de mulheres quilombolas.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano