Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Festival Doce Maravilha terá Jorge Ben e Jorge Aragão como atrações

Em dois dias, o evento receberá mais de 40 artistas, além de homenagens e convidados especiais
A imagem mostra o cantor Jorge Ben Jor, que será uma das atrações do festival Doce Maravilha.

Foto: Divulgação

23 de fevereiro de 2024

Celebrado entre os dias  25 e 26 de maio, o festival musical Doce Maravilha está com a line-up repleta de artistas renomados como Maria Bethânia, Jorge Ben Jor, Jorge Aragão, Criolo e Mano Brown. O Jockey Club da Gávea, no Rio de Janeiro, vai receber mais de 40 atrações nos dois palcos do evento, que incluem encontros inéditos, homenagens e celebrações de marcos da história da música.

A curadoria do Doce Maravilha fica por conta de Nelson Motta, referência da cena cultural e participante de grandes momentos históricos da música e da indústria fonográfica no país. A programação traz a riqueza e a pluralidade da música brasileira.

Em nota à imprensa, o curador adiantou que o festival deste ano vai surpreender o público no que diz respeito às atrações e às homenagens previstas para o evento.

“As meninas maravilhosas do Ayabás – Luedji Luna, Larissa Luz & Xênia França – se reunirão exclusivamente para o festival. Jorge Ben Jor traz sua nova turnê, ‘É Coisa Nossa!’. Paralamas do Sucesso vai comemorar os 40 anos do O Passo do Lui e Capital Inicial celebrará os 25 Anos do Acústico com Zélia Duncan & Kiko Zambianchi. Também vai ser uma forte emoção ver Maria Bethânia convidando Xande de Pilares”, diz Motta.

Os dois palcos estrategicamente instalados no Jockey Club possibilitam que o público se movimente com facilidade. O evento terá mais de 10 mil m² de área coberta com piso especial sobre a área gramada. Com capacidade para receber até 20 mil pessoas por dia, terá ainda projeto especial de acessibilidade, bares adaptados e áreas PCD com monitores.

O evento terá uma série de ações com foco em sustentabilidade, em busca da diminuição de impactos ambientais da produção. São ações como separação de resíduos e envio para cooperativas de reciclagem; reaproveitamento dos materiais utilizados na montagem como lonas e madeiras; estímulo ao uso de copos retornáveis; captação de energia em placas solares; e compensação das emissões.

Os ingressos estão à venda no site

  • Patricia Santos

    Jornalista, poeta, fotógrafa e vídeomaker. Moradora do Jardim São Luis, zona sul de São Paulo, apaixonada por conversas sobre territórios, arte periférica e séries investigativas.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano