Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Peça inspirada no livro ‘O Avesso da Pele’ tem apresentações em São Paulo

Com indicação em dois dos maiores prêmios de teatro, a montagem oficial sobre o livro de Jeferson Tenório realiza uma dinâmica de apresentações em teatros descentralizados através do 17º Prêmio Zé Renato
Imagem mostra homens que fazem parte do elenco de O Avesso da Pele.

Foto: Divulgação

1 de maio de 2024

Após estrear com sucesso, emendando temporadas em teatros lotados em São Paulo e realizando uma temporada relâmpago no Rio de Janeiro, o espetáculo “O Avesso da Pele” retorna aos palcos da capital paulistana. Contemplado pelo 17º Prêmio Zé Renato, a peça, que é a montagem oficial sobre o premiado romance homônimo escrito por Jeferson Tenório, que fará sua a primeira circulação em teatros distritais da cidade de São Paulo.

Dirigida por Beatriz Barros e com indicações no 34º Prêmio Shell e Prêmio APCA 2023, a peça é uma obra contundente no panorama da nova ficção literária brasileira sobre identidade, paternidade, sucateamento da educação pública brasileira e relações afetivas.

Tendo no elenco Alexandre Ammano, Bruno Rocha, Marcos Oli e Vitor Britto e Victor Salomão, a história é contada por Pedro, que tem na morte do seu pai – um professor de escola pública assassinado voltando para casa depois da aula, numa desastrosa abordagem policial – o ponto de partida para uma investigação do passado.

A encenação

Em cena, os atores se alternam entre os personagens, em um movimento em que todos serão pai e filho em algum momento. O cenário é o apartamento de Henrique, no qual Pedro, após o assassinato, observa os objetos ali presentes e os utiliza como ponto de partida na recuperação da história de seu pai. O que está em jogo é a vida de um homem abalado psicologicamente pelas inevitáveis fraturas existenciais da sua condição de um homem negro em um país racista.

Evidencia-se aqui três pontos temáticos fundamentais da obra que justificaram a escolha do Coletivo Ocutá em realizar a montagem do livro “O Avesso da Pele”, a construção de uma narrativa que expõe a paternidade negra e as suas complexidades e, por fim, os debates acerca da educação pública no Brasil.

“Assim como o teatro é vivo, acreditamos que o texto tem a mesma força e que cada apresentação é como se a palavra estivesse sempre se apresentando de forma diferente. Não esperávamos que o espetáculo tivesse essa grande repercussão e que, mesmo depois de um ano circulando, ainda conseguíssemos esgotar teatros e outros espaços. Estamos aprendendo a receber e reconhecer que merecemos isso durante o processo, justamente por ser resultado de entrega, pesquisa e muito trabalho”, afirma Marcos Oli, lembrando ainda que, desde a estreia, a peça já foi apresentada inclusive para escolas periféricas em Osasco e outras da capital, como o Colégio Santa Cruz e Mobile.

O autor do livro que inspirou a montagem, Jeferson Tenório, desde o princípio do projeto entendeu que algo especial estava por vir. “Sinto que, depois de tudo, eles frequentaram as raias e as raízes do que escrevi. Frequentaram os infernos das personagens e regressaram com arte e delicadeza. A transposição de um texto literário para uma peça requer muitas habilidades. Fazer uma adaptação e fazer escolhas. E tenho certeza de que as melhores foram feitas. E é justamente por isso que me comovo, porque meu romance, ‘O avesso da pele’, nasceu outra vez. Ganhou corpo, voz e materialidade. Para mim, enquanto autor, ver meu texto representado dessa maneira tão brilhante, me faz acreditar ainda mais na arte e na dramaturgia”, finaliza Tenório.

Divulgação

O Coletivo Ocutá

O Coletivo Ocutá é um grupo de teatro que ganhou destaque com o espetáculo “O Avesso da Pele” que, estreando em março de 2023, rapidamente conquistou o público, realizando mais de 80 apresentações nos principais teatros de São Paulo, incluindo o Sesc Av. Paulista (temporada de terça-feira à domingo), teatro TUSP Maria Antônia (temporada de quinta-feira à domingo) e Teatro Santa Cruz, com todas as sessões na capital de São Paulo esgotadas.

Com o sucesso de público, o espetáculo recebeu proporção e circulou nos Sescs da grande São Paulo e interior, incluindo Guarulhos, Presidente Prudente, Jundiaí, Registro, Santo André, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Santos. E ainda realizou uma apresentação histórica no Teatro Municipal de São Paulo no dia da Consciência Negra, além de uma temporada no Teatro Firjan SESI Centro, no Rio de Janeiro.

Contemplado com a 17ª edição do Prêmio Zé Renato, entre Maio o e Junho de 2024 o Coletivo Ocutá apresenta “O Avesso da Pele” em teatros da prefeitura no Centro, Zona Leste, Zona Oeste e Zona Sul da capital de São Paulo, atendendo o público de escolas estaduais e municipais.

O espetáculo foi indicado ao Prêmio APCA 2023 (Associação Paulista de Críticos de Arte) e ao 34º Prêmio Shell na categoria “Melhor Ator” para Vitor Britto. Desde a sua estreia, a peça vem ganhando grande aderência do público, trazendo reflexões pertinentes dentro do cenário atual do Brasil e do mundo. Com isso, “O Avesso da Pele” é visto através das críticas e do público como uma importante obra do teatro contemporâneo.

Serviço

Circulação da peça “O Avesso da Pele”

Local: Teatro de Arena Eugênio Kusnet
Endereço: Rua Dr. Teodoro Baima, 94 – Vila Buarque/Centro
Data: 2 a 5 de Maio
Horário: quinta a sábado 19h30, dom às 18h
Ingressos: R$30,00 e meia-entrada R$15,00
Bate-papo após apresentação do dia 4/5
Link de venda de ingressos aqui.

Local: Sesc Itaquera (Auditório)
Endereço: Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000 – Itaquera
Data: 10 e 11 de Maio
Horário: sexta às 19h e sábado às 17h30
Ingressos: Gratuito

Local: Teatro Paulo Eiró
Endereço: Av. Adolfo Pinheiro, 765 – Santo Amaro
Data: 24 de Maio a 2 de Junho
Horário: quinta a sábado 21h, dom às 19h Ingressos: Gratuito
Bate-papo após apresentação do dia 26/05

Local: TUSP Butantã
Endereço: Rua do Anfiteatro, 109 acesso pela lateral direita do prédio, ao lado do bloco C – Butantã
Data: 06 a 23 de Junho
Horário: sexta e sábado 20h, dom às 19h
Ingressos: Gratuito
Bate-papo após apresentação do dia 23/06
Link de venda de ingressos aqui.
Classificação Indicativa: 14 anos
Duração: 90 minutos

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano