Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Quilombolas estrelam espetáculo sobre elementos sagrados da Capoeira de Angola

A peça musical "Resistência Ancestral", composta por capoeiristas e jovens quilombolas, estreia nesta sexta-feira (23), no Theatro José de Alencar (CE)
A imagem mostra jovens negras tocando instrumentos da capoeira, um dos elementos presentes no musical "Resistência Ancestral", em exibição na sexta-feira (23), no Theatro José de Alencar, no Ceará.

Foto: Divulgação

22 de fevereiro de 2024

O Theatro José de Alencar (TJA), em parceria com a Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ceará) e o Instituto Dragão do Mar (IDM), recebe na sexta-feira (23), às 19h, o espetáculo musical de capoeira “Resistência Ancestral: Gungas, Marimbas e Urucungos em Encantorias Ancestrais”, protagonizado pelo Centro Cultural Mandingueiros do Amanhã, do Maranhão.

Com acesso gratuito, os interessados podem garantir seus ingressos exclusivamente pelo site Sympla. O espetáculo, segundo material de divulgação, promove uma imersão na conexão da Capoeira Angola com elementos do terreiro e do quilombo, explorando suas raízes negras e ancestrais.

Além da apresentação, o projeto realiza atividades de contrapartida social, incluindo oficinas de Capoeira Angola, Bumba-meu-boi e Tambor de Crioula para alunos e professores de escolas públicas em Fortaleza. O espetáculo também contará com áudio-descrição e intérprete de Libras.

Estrelado por capoeiristas e jovens quilombolas de quatro comunidades maranhenses, o espetáculo é uma celebração histórica para o Mestre Bamba e Mestra Valdira Barros, fundadores do Mandingueiros do Amanhã.

“Através dos toques dos berimbaus, nós queremos contar a história da capoeira e sua ligação ancestral com as demais manifestações de matriz africana existentes no Brasil, a exemplo do tambor de crioula, do bumba-meu-boi e do samba. Destacamos a ligação com os orixás e a espiritualidade, fortalecendo assim a ancestralidade. As representações de Exú, Ogum, Iansã, Oxalá na dança, no jogo, no corpo e na musicalidade da capoeira. A Capoeira é o movimento de resistência e resiliência que a gente resiste com o corpo, com a mente e com o espírito”, disse em nota Mestre Bamba.

O espetáculo

“Resistência Ancestral” é composto por oito atos, guiados pela sonoridade dos berimbaus e pela batida dos tambores, envolvendo mais de 50 integrantes no palco. A apresentação é patrocinada pelo Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, Lei Rouanet, do Ministério da Cultura (MinC).

Após sua estreia em Fortaleza, o espetáculo seguirá para apresentações em diversas cidades do Maranhão. Ao término da turnê, um catálogo será produzido, documentando a experiência da obra e seus participantes, incluindo edições em braille.

Serviço

Centro Cultural Mandingueiros do Amanhã (MA) apresenta: “Resistência Ancestral – Gungas, Marimbas e Urucungos em Encantorias Ancestrais”

Quando: 23 de fevereiro (sexta-feira), às 19h

Onde: Palco Principal do Theatro José de Alencar (Rua Liberato Barroso, 525, Centro – Fortaleza – CE)

Quanto: Entrada gratuita com a retirada de ingressos feita, antecipadamente, somente pelo site Sympla TJA


Classificação: Livre

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano