Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Roda de conversa com Salloma Salomão trata de culturas africanas em escolas de SP

O primeiro dos quatro encontros acontece no sábado (4) em escolas da Zona Sul da capital paulista
A imagem mostra o artista Salloma Salomão. Ele estará em duas escolas da zona sul para tratar de negritude e ancestralidade.

Foto: Ali Ghandtschi/Divulgação

3 de maio de 2024

O Núcleo de Culturas Negras e Periféricas vai promover um encontro com familiares e educadores de alunos da rede pública de ensino de São Paulo. O evento será no sábado (4), aberto ao público, e vai abordar a importância do ensino das histórias e saberes das culturas africanas, afrodiaspóricas e originárias nos espaços escolares e culturais.

O encontro é uma parceria com a Sociedade Recreativa Beneficente Esportiva e Escola de Samba Lavapés Pirata Negro e será o primeiro de quatro encontros com a comunidade ao longo do ano. As atividades integram ainda as ações do projeto “Terreiros Nômades: Macamba Faz Mandinga — Saberes Afrodiaspóricos nas Corporeidades da Cena”, contemplado pela 41ª Edição do Programa de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo. 

Entre as atividades previstas, está a roda de conversa com Salloma Salomão, doutor em história pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). O pesquisador combina atividades artístico-criativas com práticas de pesquisa acadêmica e formas educativas de intervenção sócio-política antirracista. Salomão também é compositor, educador, ator e dramaturgo.

O projeto busca valorizar as culturas africanas, afrodiaspóricas e originárias colaborando para a aplicação efetiva, por meio da linguagem artístico-pedagógica, das Leis Federais nº 10.639/03 e nº 11.645/08, que estabelecem a obrigatoriedade do ensino das histórias, saberes e culturas africanas, afro-brasileiras e originárias nos currículos do ensino fundamental e médio. 

Serviço
Quando: Sábado, 4 de maio, às 9h30
Onde: EMEF Ana Maria Benetti, EMEI Cruz e Souza e S.R.B.E.E.S. Lavapés Pirata Negro.
Endereço: Avenida Barro Branco, 770 – Vila do Encontro. ZS. São Paulo/SP. CEP: 04324-090.
Entrada gratuita
Duração: 4h

  • Patricia Santos

    Jornalista, poeta, fotógrafa e vídeomaker. Moradora do Jardim São Luis, zona sul de São Paulo, apaixonada por conversas sobre territórios, arte periférica e séries investigativas.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano