Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Cinco barragens estão em situação de emergência no Rio Grande do Sul

O número de mortes em decorrência das enchentes no Rio Grande do Sul chegou a 105 no fim desta quarta-feira (8).

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

9 de maio de 2024

O governo do Rio Grande do Sul informou, nesta quarta-feira (8), que cinco barragens estão em situação de emergência devido às chuvas e enchentes que atingem o estado. 

Segundo a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura, há um risco de rompimento e, neste momento, é crucial que medidas sejam adotadas para priorizar a preservação de vidas.

As barragens nessa situação são: Usina Hidrelétrica 14 de Julho, que fica em Cotiporã e Bento Gonçalves; Central Hidrelétrica Salto Forqueta, em São José do Herval e Putinga; São Miguel e do Arroio Barracão, em Bento Gonçalves; e de Saturnino de Brito, em São Martinho da Serra.

Já a Barragem Capané, localizada em Cachoeira do Sul, está em estado de alerta, indicando que os danos apresentam um risco à segurança da estrutura, demandando a tomada de medidas urgentes. De acordo com o governo, as ações de resposta a todas esses cenários já estão em andamento.

As enchentes atuais são consideradas o maior desastre climático enfrentado pelo estado. O último levantamento da Defesa Civil estadual aponta que 425 municípios gaúchos foram afetados, mais de 85% das cidades. 

O número de mortes em decorrência das enchentes chegou a 105 no fim desta quarta-feira (8). Há 130 desaparecidos e cerca de 1,45 milhão de pessoas foram impactadas pelos temporais.

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano