Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Quais grupos de pessoas são mais suscetíveis a atrair o mosquito da dengue?

Ministério da Saúde estima que número de casos deve chegar a 4,2 milhões em 2024
Imagem mostra o mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti.

Foto: Agustin Marcarian/Agência Brasil

26 de fevereiro de 2024

Segundo estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país com o maior número de casos de dengue no mundo. No início do ano, o Ministério da Saúde estimou que a pasta deve registrar até 4,2 milhões de casos em 2024

Diante desse cenário, especialistas alertaram que algumas pessoas estão mais suscetíveis a serem picadas pelo Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue.

Apesar do início da imunização em diversas cidades do país, quando não tratada a dengue é tão perigosa quanto qualquer outra doença crítica e pode levar a óbito. 

Conforme informações divulgadas pelo portal Correio 24 Horas, o infectologista Matheus Todt, da S.O.S Vida, ressaltou que adolescentes e grávidas atraem mais o inseto. O especialista relatou que fatores como o calor corporal, o suor e alguns hormônios podem chamar mais atenção.

Todt também ressalta outro fator agravante: o padrão de respiração. Os mosquitos são atraídos pelo dióxido de carbono que emitimos ao respirar. Quanto mais rápida e ofegante a respiração, mais CO2 liberamos ao nosso redor.

No calor, o período reprodutivo do mosquito fica mais curto e ele se reproduz com maior velocidade. Isso explica o aumento de casos de dengue no verão. No Brasil, o número de casos já ultrapassa a marca dos 760 mil.

O infectologista acrescenta que roupas claras, manga longa e calça comprida podem reforçar a proteção, pois as roupas escuras atraem o mosquito e vestimentas muito coladas ao corpo permitem a picada.

Os mosquitos também são atraídos pelo sebo, uma substância oleosa que, apesar de proteger a pele, pode emitir um odor detectado por eles. Os repelentes, por sua vez, criam uma camada de vapor com um novo odor que impede os mosquitos de se aproximarem, sem necessariamente eliminá-los.

Mitos e sintomas de dengue

O uso de hidratantes e perfumes não é recomendado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). A entidade afirma que tais produtos podem alcançar o efeito contrário e atrair o mosquito.

Outro mito sem comprovação científica é a ingestão de vitaminas do complexo B para prevenir as doenças causadas pelo Aedes aegypti. Assim como o alho também não possui nenhuma eficácia comprovada como medida preventiva.

Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e nas articulações, além de prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele. Ao notar esses sintomas, é fundamental buscar atendimento médico para iniciar o tratamento adequado.

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano