Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Babalorixá propõe resgate da memória negra na Umbanda em seu novo livro

Obra de David Dias, mestre em Ciência da Religião, discute os impactos do sincretismo na Umbanda e na identidade dos povos de terreiro
A imagem mostra o Babalorixá David Dias, homem negro, autor do livro "Sincretismo na Umbanda - Pactos e Impactos na identidade dos Povos de Terreiro".

Foto: Reprodução

11 de janeiro de 2024

O Babalorixá David Dias, mestre em Ciência da Religião e sacerdote do Terreiro Aruanda, no Ipiranga, São Paulo, lança o livro “Sincretismo na Umbanda – Pactos e Impactos na Identidade dos Povos de Terreiro”. A pré-venda já está disponível, e o livro será distribuído oficialmente a partir de 2 de fevereiro. A obra é o primeiro título da Editora Encruzilhadas, iniciativa independente do Babalorixá para difundir saberes africanos e afrodiaspóricos.

O livro propõe resgatar a ancestralidade negra da Umbanda, abordando o sincretismo nas religiões de matrizes africanas, especialmente suas sequelas nos terreiros de Umbanda. David Dias é reconhecido como pesquisador desse sincretismo, comprometido em preservar a cultura umbandista sob uma ideologia e filosofia negra.

O Terreiro Aruanda, fundado por David há 13 anos, é uma comunidade de destaque na preservação dos saberes ancestrais, segundo material enviado para a imprensa. Além dos cultos religiosos, recebe cerca de 500 visitantes semanais em eventos, cursos e produções culturais. O Aruanda Studios, plataforma de ensino Aruanda EAD, e podcasts como “Aruanda Podcast” e “Atina pra Isso!” fazem parte do complexo, contribuindo para a disseminação dos saberes africanos.

David Dias é também o fundador do movimento Terreiro Resiste, que combate articulações prejudiciais às comunidades de terreiro. O movimento busca garantir a liberdade de culto, articulando ações sociais e jurídicas contra atos de abuso. Participa ativamente em manifestações e eventos, contribuindo para a luta contra opressões e violências.

Além disso, o Terreiro Resiste atua na educação, promovendo ações em escolas públicas para discutir o processo de racialização de crianças negras e reafirmar o compromisso antirracista. A iniciativa transcende os espaços de terreiros, buscando entender não apenas a religião, mas a sociedade em que está inserida.

O livro ‘Sincretismo na Umbanda’ explora o sincretismo como uma força dinâmica capaz de se reinventar diante das transformações sociais. Convida os leitores a explorar o mosaico multifacetado dos terreiros pelo Brasil, onde o sincretismo não é apenas um fenômeno religioso, mas uma vivência que atravessa identidades e memórias do povo negro dos terreiros.


Para mais informações e acesso à pré-venda do livro, visite o site da editora Encruzilhada.

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano