Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Clipe de Djonga é premiado em Festival Internacional de Los Angeles

Com direção de Túlio Cipó e do próprio cantor, a produção "Conversa Com Uma Menina Branca" tem mais de 2 milhões de visualizações no YouTube

Texto: Patricia Santos | Foto: Divulgação

Imagem do clipe mostra Djonga conversando com uma mulher branca em um bar.

Foto: Foto: Divulgação

21 de setembro de 2023

A 4ª edição do Los Angeles International Music Video Festival (LAMV), realizado pelo artista recifense Netrola, premiou, em votação popular, um clipe do rapper Djonga que competia com trabalhos de artistas de todo o mundo. O objetivo do festival é compartilhar e projetar vozes independentes, assim como celebrar artistas reconhecidos pelo grande público.

O clipe “Conversa Com Uma Menina Branca”, onde Djonga também atua, faz parte do álbum “O Dono do Lugar” e mostra conversas com várias mulheres sobre os atravessamentos que pessoas pretas tem como o racismo, violências, além de uma forte cena de agressão física praticada por homens brancos em frente a uma balada.

Atualmente, o cantor possui mais de 6 milhões de ouvintes mensais no Spotify e soma 4,2 milhões de seguidores nas redes sociais. Djonga usou a internet para agradecer os fãs.

“É nosso, família!!! Ganhamos o prêmio internacional ‘Los Angeles Internacional Music Vídeo Festival’ (LAMV), com o clipe “Conversa Com Uma Menina Branca”!! Agradecemos geral que votou e fez isso acontecer! Esse prêmio é de todos vocês. Gratidão a toda família Quadrilha e aos envolvidos!”, publicou o rapper mineiro que é frequentemente aclamado por sua habilidade lírica e presença de palco marcante em shows realizados nos maiores festivais por todo o território nacional.

Além de Djonga, o cantor Marcelo Falcão foi premiado no festival com a música “Vitória”, que ainda não foi lançada oficialmente, na categoria “Melhor Voz”.

Sobre o festival

O Los Angeles International Music Video Festival (LAMV) é diverso e aberto para artistas de todo o mundo, incluindo os independentes e de pouca expressão no cenário da música. Netrola, o organizador do evento desde a primeira edição, contou em entrevista que a curadoria é feita por um júri especialista em novos talentos.

“A curadoria está de olho em destacar novos projetos e trabalhos de artistas independentes em cada edição. E também temos um júri a cada ano. Profissionais do cinema e da música são convidados a participarem e são pessoas que têm experiências com novos talentos.”

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano