Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Festival Mulheres+ do Audiovisual oferece oficina com cineasta indígena Graci Guarani

A 4ª edição do evento oferece masterclass e enaltece o protagonismo feminino no audiovisual brasileiro
Cena de "Mensageiros do Futuro", curta-metragem de Graciela Guarani, está entre os dez filmes da Mostra Indígena, uma das atrações do Festival Mulheres+ do Audiovisual

Foto: Divulgação

6 de abril de 2024

No último fim de semana da quarta edição do Festival Mulheres+ do Audiovisual, uma masterclass exclusiva sobre produção audiovisual por mulheres indígenas será ministrada pela cineasta Graciela Guarani. O evento acontece neste sábado (6), das 11h às 13h. A oficina, aberta para todos os interessados, requer apenas um cadastro na plataforma de streaming Inff.online.

O Festival Mulheres+ oferece uma programação diversificada e gratuita até o domingo (7), via plataforma on-line, para todo o Brasil. Além da exibição de 38 filmes, produzidos por mulheres cis, trans, negras e indígenas, o evento inclui uma oficina de roteiro para iniciantes com a roteirista Yoya Wursch, reconhecida por seus trabalhos em telenovelas e filmes brasileiros.

Segundo a organização, o festival pretende dar voz aos novos talentos femininos cis e trans, ampliar o debate sobre igualdade no mercado, fortalecer a diversidade de gênero e evidenciar o protagonismo feminino na indústria cultural brasileira. Todas as produções em destaque no festival têm mulheres em cargos centrais de produção, direção, fotografia, roteiro ou como protagonistas. 

O Festival Mulheres+ apresenta virtualmente no Infinito Brazilian Film Festival (inff.online) três mostras distintas: LGBTQIAPN+ (com curadoria de Julia Katharine), Cineastas Indígenas (curadoria de Graci Guarani) e Panorama (curadoria de Adriana L. Dutra), com longas e curtas-metragens de ficção e documentários. Todas as sessões contarão com intérprete de libras, audiodescrição e legendas em português.

Os filmes das mostras Panorama e LGBTQIAPN+ são exibidos às 19h e 21h e ficam disponíveis por 24h na plataforma, enquanto os filmes da Mostra Indígena estarão disponíveis durante toda a duração do festival.

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano