Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

‘Talento sem limites’: atriz e cantora Denise Assunção morre aos 67 anos

Artista estava internada no Hospital das Clínicas de São Paulo para tratar um câncer no intestino
A atriz e cantora Denise Assunção durante apresentação musical.

Foto: Jamil Kubruk

5 de janeiro de 2024

A atriz e cantora Denise Assunção morreu na quinta-feira (4), aos 67 anos, em decorrência de complicações de um câncer no intestino. A informação foi divulgada nas redes sociais do Instituto Itamar Assumpção, entidade que preserva o legado do irmão da artista, que faleceu em 2003.

Reconhecida como uma das maiores artistas brasileiras, Denise estava internada no Hospital das Clínicas de São Paulo para tratar o tumor.

“Ela trazia a dignidade e a ancestralidade encarnadas. Presença marcante, impressionava pela consciência e lucidez, pelo talento sem limites, pelas atitudes firmes e inusuais para afirmar a necessidade de respeito e reparação. Com sua vida e corpo, mostrou-nos o que é ser uma artista negra no país“, diz a homenagem.

O texto também diz que Denise “deixa sobrinhas e sobrinhos, amigas e amigos, fãs e admiradores, o gato Cornélio e uma inabalável fé na arte”.

Na publicação, Zélia Duncan lamentou a perda: “Imensa Denise, todo meu amor e admiração. Abraço a família”. Artistas como Luedji Luna, Chico César, Ava Rocha e Juçara Marçal também prestaram condolências no comunicado.

Vida e carreira 

Denise Assunção nasceu em 5 de dezembro de 1956 em Tietê, interior de São Paulo. No entanto, foi no teatro amador em Arapongas e Londrina, no Paraná, que sua carreira iniciou ainda na adolescência

Como seu pai se mudava com frequência em razão do trabalho como funcionário do extinto Instituto Brasileiro do Café, a artista também passou por Curitiba e Rio de Janeiro, até voltar a São Paulo por influência de Itamar. 

Ao lado do irmão, atuou nos shows da Banda Isca de Polícia, um dos principais expoentes da Vanguarda Paulista na década de 1980. Em 1990, lançou o disco “A Maior Bandeira Brasileira”, seu único álbum.

Em 2016, apresentou o show “Câmeras Observando, Microfones Ligados”, onde cantou repertório de seu irmão e de Bezerra da Silva.

Em 2021, Denise teve o show “Pantera” produzido e dirigido por Alexandre Borges. Gravado no Teatro das Artes, de São Paulo, o espetáculo contou com músicas de Itamar Assumpção, Noel Rosa e Caetano Veloso.

Na dramaturgia, colecionou atuações de sucesso. A atriz fez parte do elenco dos filmes “Jeca e seu Filho Preto” e “A Banda das Velhas Virgens”, ambos estrelados por Amácio Mazzaropi, e participou da minissérie “Hoje é dia de Maria”, da TV Globo. 

Também foi estrela do Teatro Oficina, fundado por Zé Celso (1937-2023) e atuou em espetáculos como “O Jardim das Cerejeiras” e “Mistérios Gozózos”. 

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano