Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Ministra Sônia Guajajara sobre crise em território Yanomami: ‘São anos de descaso’

Ministra alerta que é preciso tempo para lidar com a crise
Estevam Rafael/Audiovisual/PR

Foto: Estevam Rafael/Audiovisual/PR

17 de janeiro de 2024

A ministra dos Povos Originários, Sônia Guajajara, falou sobre a crise de saúde pública no território Yanomami durante uma transmissão de vídeo em rede social, ao lado do secretário Especial de Saúde Indígena, Weibe Tapeba, na terça-feira.

Na declaração, Sônia alertou sobre a complexidade da crise. A ministra informa que, a resolução da crise e a regeneração dos danos causados pelo garimpo ilegal levarão tempo. 

“São anos de descaso do poder público”, disse a ministra em vídeo. Foram décadas de invasão para chegar a este ponto, pode levar décadas para restabelecer tudo”, completa.

Nos últimos anos, a presença dos invasores chegou a 20 mil garimpeiros ilegais, segundo dados do Ministério dos Povos Indígenas. “É uma situação de décadas, que se intensificou muito nos últimos anos, onde se tinha essa conivência do governo com a questão do garimpo ilegal”, complementa a ministra.  

Sobre as políticas públicas, Sônia afirma que esse será o ano de “sair das ações emergenciais e entrar nas medidas permanentes”.

O secretário lembrou que, junto à invasão dos garimpeiros, surgiram outros problemas, como a conexão com o crime organizado, o envenenamento por mercúrio e o aliciamento de indígenas. 

  • Verônica Serpa

    Graduanda de Jornalismo pela UNESP e caiçara do litoral norte de SP. Acredito na comunicação como forma de emancipação para populações tradicionais e marginalizadas. Apaixonada por fotografia, gastronomia e hip-hop.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano