Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Projeto de lei busca equipar seguranças de empresas privadas com câmeras corporais

Caso aprovado, empresas de vigilância patrimonial têm até um ano para implementar as câmeras corporais
A imagem mostra uma câmera corporal acoplada ao uniforme de agente da Polícia Federal Rodoviária (PRF).

Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil

8 de abril de 2024

De autoria do ex-senador e atual ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Flávio Dino, o Projeto de Lei (PL) 285/2024 estabelece normas para o funcionamento das empresas particulares de segurança. Entre elas, o PL prevê a exigência de câmeras de segurança nas fardas dos vigilantes.

O texto tramita na Comissão de Segurança Pública (CSP) do Senado, tendo como relator o senador Jorge Kajuru (PSB-GO), e seguirá para análise definitiva na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

A proposta prevê a instauração das chamadas bodycams (câmeras corporais) apenas para aqueles que promovem a “vigilância patrimonial”, categoria de segurança privada exercida em eventos ou dentro de estabelecimentos, públicos ou privados. 

O texto também dispõe sobre as imagens gravadas, que, de acordo com o PL, devem ser disponibilizadas para as autoridades públicas quando houver a necessidade de apuração de crimes.

Como justificativa, o ministro Flávio Dino relembra os casos de abordagens violentas, como a que levou a morte de Beto Freitas, assassinado por asfixia em 2021 por seguranças do Carrefour.

“Apesar de a Lei nº 7.102, de 1983, tentar balizar […] a atuação dos profissionais de segurança privada, o contexto nacional é marcado por alguns casos de violência, abuso e suspeição em estabelecimentos privados”, diz trecho do texto legislativo.

Caso aprovado, as empresas de vigilância privada têm um ano para a implementação dos equipamentos, a ser contado a partir da publicação da legislação.

  • Verônica Serpa

    Graduanda de Jornalismo pela UNESP e caiçara do litoral norte de SP. Acredito na comunicação como forma de emancipação para populações tradicionais e marginalizadas. Apaixonada por fotografia, gastronomia e hip-hop.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano