Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

TSE tem primeira sessão com duas ministras negras na bancada de julgadores

Ministras Edilene Lobo e Vera Lúcia Santana Araújo ocuparam lugares de titulares, criando quórum inédito no plenário
Imagem de Edilene Lobo, uma das ministras negras a compor a bancada do Tribunal Superior Eleitoral nesta quinta-feira (9), primeira sessão com duas mulheres negras na bancada de julgadores.

Foto: Alejandro Zambrana/Secom/TSE

10 de maio de 2024

Na tarde desta quinta-feira (9), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou uma sessão histórica ao contar com duas ministras negras na bancada de julgadores. Edilene Lobo e Vera Lúcia Santana Araújo, esta última em sua primeira participação plenária, ocuparam os assentos, integrando o quórum devido às ausências justificadas dos titulares, ministros Floriano de Azevedo Marques e André Ramos Tavares.

A composição da bancada foi majoritariamente feminina, com quatro mulheres entre os sete membros. Além das duas ministras negras já citadas, a vice-presidente, ministra Cármen Lúcia, e a ministra Isabel Gallotti também participaram da sessão.

A presença de maioria feminina no quórum é uma ocorrência incomum no TSE, sendo relatada apenas outras três vezes entre 2012 e 2013, durante a presidência da ministra Cármen Lúcia, conforme mencionado pelo ministro Alexandre de Moraes.

Em resposta a essa composição inédita, Moraes destacou a importância não apenas da igualdade de gênero, como também da representatividade negra na Justiça Eleitoral, considerando o TSE como um dos tribunais superiores mais diversificados.

A ministra Cármen Lúcia expressou sua gratidão pela oportunidade de contar com uma bancada majoritariamente feminina, ressaltando que a representação das mulheres e dos negros nos espaços de poder deveria ser mais frequente e comum na sociedade.


A sessão histórica também contou com a presença de membros da bancada negra da Câmara dos Deputados, incluindo Antonio Brito (PSD-BA), Gisela Simona (União-MT), Damião Feliciano (União-PB), Jack Rocha (PT-ES), Dandara (PT-MG) e Benedita da Silva (PT-RJ), além do ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça, ex-corregedor da Justiça Eleitoral.

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano