Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Estação Livre: TV Cultura discute intelectualidade negra com Conceição Evaristo e Nei Lopes

Além da dupla, o programa, focado em discussões sobre a população negra, terá a presença de Rosane Borges e Vinão, Chavoso da USP e Matheus Gato; o programa vai ao ar nesta sexta-feira (5)
Da esquerda para a direita: o pesquisador Vinão, a apresentadora Cris Guterres, e a escritora Rosane Borges, no cenário do programa Estação Livre, que discute questões da população negra na TV Cultura

Foto: João Britto/Divulgação

5 de abril de 2024

Apresentado pela jornalista e empreendedora Cris Guterres, o Estação Livre, da TV Cultura, vai discutir a visão da sociedade brasileira sobre a intelectualidade negra e periférica. Sob a perspectiva da negritude, o novo episódio vai ao ar nesta sexta-feira (5), às 22h, e contará com a presença de personalidades negras da literatura, samba e do movimento estudantil.

Para tratar do assunto da intelectualidade negra, o programa convidou a escritora, jornalista e professora da Universidade de São Paulo (USP) Rosane Borges e o mestrando em filosofia política na Universidade de Campinas (Unicamp) Vinão. Além deles, o programa receberá o estudante Chavoso da USP, a escritora Conceição Evaristo, o escritor e sambista Nei Lopes e o professor e pesquisador Matheus Gato.

Em nota, Rosane Borges e Vinão comentaram o tema do programa. A escritora apontou que a diversidade e a pluralidade da civilização. Segundo ela, os saberes ancestrais da cultura negra e dos povos originários são fundamentais para a compreensão da história de toda a sociedade.

“A importância da diversidade, primeiramente, é essa: a gente tem que espelhar o mosaico da humanidade, das várias possibilidades de existir. Ao existir, a gente produz cultura; e ao produzir cultura, a gente produz conhecimento; então toda civilização tem conhecimento para oferecer”, disse a escritora.

Já Vinão salientou sua experiência de acesso à universidade e quebra de paradigmas. O pesquisador comentou que, para ele, estudar foi um processo de libertação e de chegada a lugares até então inacessíveis. O mestrando reforçou a importância desse tipo de oportunidade para pessoas negras e moradoras de periferias.

“A imagem que a sociedade espera de mim, ainda mais de um jovem negro periférico, é completamente oposta. Definitivamente, não estava nos planos eu estar aqui hoje no Estação Livre trocando ideia sobre intelectualidade e falando da filosofia. É um processo de libertação e se imaginar em outros locais possíveis”, disse Vinão.

No ar desde abril de 2021 na TV Cultura, o Estação Livre é um programa semanal de variedades focado em ouvir e visibilizar a população negra. O programa vai ao ar toda sexta-feira, às 22h.

  • Patricia Santos

    Jornalista, poeta, fotógrafa e vídeomaker. Moradora do Jardim São Luis, zona sul de São Paulo, apaixonada por conversas sobre territórios, arte periférica e séries investigativas.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano