Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Editora lança biografia infantojuvenil de Glória Maria em edição especial

Obra retrata a vida pessoal e profissional da jornalista e a sua luta contra o racismo
Imagem mostra a jornalista Glória Maria em ilustração assinada por Manoela Costa.

Foto: Editora Mostarda / Divulgação

25 de janeiro de 2024

Um dos maiores nomes da televisão brasileira, a jornalista Glória Maria ganhará uma biografia infantojuvenil. Com o intuito de manter a sua memória viva, a Editora Mostarda apresenta o livro “Glória Maria – Glória Maria Matta da Silva”, uma edição especial em colaboração com o jornalista Duílio Fabbri Júnior e a ilustradora Manoela Costa.

A obra, que será lançada na segunda quinzena de fevereiro, faz parte da Coleção Black Power. A iniciativa foi idealizada para apresentar a biografia de grandes personalidades negras à nova geração. O objetivo é disseminar as inúmeras possibilidades de representatividade negra desde a infância e adolescência por meio do poder transformador da literatura. 

Com linguagem direta e ilustrações encantadoras, “Glória Maria – Glória Maria Matta da Silva” apresenta em detalhes o período de sua transição de telefonista para repórter e alguns episódios importantes de sua carreira. Além disso, o livro retrata a vida pessoal da jornalista e a sua luta contra o racismo.

Por meio de nota divulgada à imprensa, o projeto defende que, “sem dúvida, toda família brasileira já se reuniu em torno do sofá para assistir as incríveis reportagens realizadas pela saudosa e supertalentosa Glória Maria. Durante anos ela esteve presente no cotidiano de milhares de pessoas que, um ano após sua morte, sentem a falta do seu sorriso iluminando as telas da TV”.

Filha do alfaiate Cosme Braga da Silva e da dona de casa Edna Alves Matta, Glória Maria nasceu na cidade do Rio de Janeiro. Mulher negra, criada no vibrante universo do samba carioca, ela se tornou uma das mais importantes jornalistas do Brasil e a maior referência para gerações de mulheres negras jornalistas.

Foi pioneira inúmeras vezes durante a sua carreira. A jornalista começou a trabalhar pela TV Globo, com 16 para 17 anos, na década de 1980, e participou da primeira transmissão em HD da televisão brasileira.

Em 1986, integrou a equipe do Fantástico, em que foi apresentadora de 1998 a 2007. Ela também apresentou o programa Globo Repórter até dezembro de 2017, quando se afastou para cuidar de uma metástase no cérebro, em Copacabana, no Rio de Janeiro.

Ao longo de sua trajetória, Glória viajou para mais de 160 países a trabalho, protagonizando momentos históricos em suas reportagens. Ela tinha o sonho de ir à Lua e estava inscrita na Nasa para fazer a viagem.

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 152

EP 151

Cotidiano