Pesquisar
Close this search box.

Argentina tem 1ª série de animação com perspectiva antirracista

Produção inédita usa a animação para discutir temas relacionados ao racismo na Argentina; episódios estão disponíveis no YouTube
Maga, Nahuel, Diana, Andrea, Ramón e Lucas, desenhados pela ilustradora Mariana Muñoz.

Foto: Reprodução

26 de maio de 2024

No último dia 19, estreou a série de animação “Antirracistas. Histórias para infâncias livres de racismo”, no canal da DiafarTV no YouTube. A série também foi exibida em lançamento no Centro Cultural de la Cooperación, em Buenos Aires, no dia 21. 

Inédita na Argentina, a nova produção tem o objetivo de inspirar crianças e adultos a refletirem sobre o racismo cotidiano. A animação “Antirracistas. Histórias para infâncias livres de racismo” consiste em cinco histórias, cada uma protagonizada por crianças que enfrentam diferentes situações de racismo. Essas crianças corajosas levantam suas vozes contra a injustiça e, ao fazê-lo, nos ajudam a desnaturalizá-la. As infâncias retratadas são distintas, com configurações familiares diversas, em circunstâncias atuais, nas quais o mundo que os adultos criaram não apresenta sua melhor face. 

A animação usa cinco personagens nas reflexões: Maga, Lucas, Diana, Andrea e Ramós. Maga nos mostra que as pessoas são de todas as cores, mesmo dentro de uma mesma família. Lucas nos ensina que, diante do racismo, não se deve agir normalmente, que é preciso refletir e agir. Diana nos faz ver que o racismo não está apenas nas ações das pessoas, mas também nas políticas, regras e leis que afetam a vida das pessoas tanto ou mais do que um insulto racista. Andrea abre nossos olhos para os estereótipos e a invisibilização de grupos racializados em sua representação na cultura hegemônica. Já Ramón nos explica o que é blackface e por que essa prática, tão difundida em nossas escolas, deve ser desconstruída, e que os afrodescendentes também são de todas as cores.

As narrações foram feitas pelas vozes da atriz Julieta Ortega, do ganhador do Prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel, do escritor e roteirista Pedro Saborido, do jornalista Franco Torchia e do cientista político e fundador do Diafar Federico Pita. A série foi produzida pela Diáspora Africana da Argentina (Diafar), uma organização antirracista que defende os direitos humanos e trabalha para resgatar a memória e o presente da comunidade afro-argentina.

Abaixo, veja os cinco vídeos da série disponível no YouTube:

Este artigo foi publicado originalmente em espanhol no portal Negrx, parceiro da Alma Preta na Argentina, e parte do site do jornal Página 12.

  • Negrx

    Negrx é uma seção antirracista publicada no jornal Pagina/12, da Argentina, e reúne textos de pesquisadores e jornalistas negros comentando a questão racial argentina e o mundo. Negrx é um grupo parceiro da Alma Preta.

    Negrx

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano