Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Edital busca interessados em financiar bolsas de estudo para negros e indígenas

Iniciativa do CNJ em parceria com a FGV visa assegurar condições mais equitativas nos concursos públicos
Imagem mostra a fachada do Conselho Nacional de Justiça.

Foto: Rômulo Serpa

3 de maio de 2024

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Fundação Getulio Vargas (FGV) publicaram um edital em busca de patrocinadores para financiar bolsas de estudo para a magistratura. O objetivo é beneficiar pessoas negras e indígenas, com ou sem deficiência, que queiram ingressar na carreira.

A ação faz parte do programa de ações afirmativas para ampliar o ingresso dessas populações na Magistratura do CNJ, o qual visa assegurar condições mais equitativas e competitivas nos concursos públicos.

O edital visa arrecadar doações para o lançamento do projeto, mas o programa prevê, além de bolsas de estudo em cursos preparatórios, a concessão de bolsas de manutenção no valor de R$ 3 mil, pelo período de até dois anos, para que o candidato possa estudar em melhores condições.

O acordo foi assinado em fevereiro de 2024, durante a cerimônia de abertura do Ano Judiciário. A FGV, pelo Núcleo de Justiça Racial e Direito (NJRD) e da FGV Direito SP, será a instituição responsável pela execução do programa.

As pessoas jurídicas interessadas em contribuir com a iniciativa devem manifestar interesse entre os dias 1º a 31 de maio.

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano