Pesquisar
Close this search box.

Fundação Palmares monta comitê emergencial para atuar no Rio Grande do Sul

Órgão federal nomeou uma nova representante regional em meio ao estado de calamidade no estado gaúcho
O presidente da Fundação Cultural Palmares, João Jorge Rodrigues, participa de ato no II Aquilombar, Jornada de Lutas dos Quilombolas do Brasil, no dia 16 de maio, em Brasília (DF).

Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

21 de maio de 2024

A Fundação Cultural Palmares (FCP) anunciou a nomeação de Maria Conceição Lopes Fontoura, servidora cedida da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), como a nova representante regional para o estado do Rio Grande do Sul. A nomeação ocorre em um momento onde o estado enfrenta um volume alto de enchentes desde o final de abril de 2024.

No dia 15 de maio, a fundação organizou uma reunião de emergência em sua sede em Brasília (DF) para discutir ações imediatas e estratégias de longo prazo para auxiliar as vítimas das enchentes. Entre as medidas prioritárias anunciadas está o envio de donativos essenciais para atender às necessidades básicas da população afetada.

As enchentes têm impactado vários municípios gaúchos, resultando em mortes e milhares de desabrigados. A Palmares afirma em nota que reconhece a necessidade urgente de apoio, especialmente para as comunidades quilombolas e de matrizes africanas, que estão entre as mais vulneráveis.

A nova representante regional, Maria Conceição, destacou a gravidade da situação e a urgência em apoiar essas comunidades. “Estamos diante de uma fatalidade! A Fundação Cultural Palmares está comprometida em garantir que os donativos e toda a assistência cheguem a quem mais precisa”, afirmou.

Durante a reunião emergencial, os representantes da fundação discutiram estratégias para a distribuição eficaz de recursos, priorizando abrigo, alimentos, água potável e suprimentos médicos. Além disso, há um esforço contínuo para proteger e preservar os patrimônios culturais das comunidades tradicionais, como quilombolas, que também foram severamente impactados pelas enchentes.


A fundação convoca voluntários e incentiva doações de empresas e indivíduos para ampliar o alcance das ações de socorro. “A solidariedade de todos é vital para superar esta crise. Estamos conscientes da necessidade de estar ao lado das comunidades quilombolas e de matrizes africanas, protegendo seus direitos e a cultura afro-brasileira”, enfatizou Maria Conceição, em nota.

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano