Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Sobe para 55 o número de mortos pela PM na Operação Verão, na Baixada Santista

Homem não identificado é a 55ª pessoa que morre em quase dois meses de Operação Verão; SSP alega troca de tiros
Pedro Borges / Alma Preta Jornalismo

Foto: Pedro Borges / Alma Preta Jornalismo

29 de março de 2024

Mais uma pessoa foi morta pela Polícia Militar de São Paulo (PMSP) durante a Operação Verão em São Vicente (SP), na Baixada Santista. Um homem não identificado foi baleado durante suposto confronto na madrugada da quinta-feira (28). Essa é a 55ª morte em quase dois meses de operação.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou que o fato aconteceu no Dique do Piçarro, no bairro Vila Nossa Senhora, quando os policiais teriam sido informados sobre a presença de três homens armados.

Segundo a nota, após um primeiro confronto, dois fugiram e um dos homens foi localizado em um imóvel, no qual teria ocorrido uma segunda troca de tiros. O terceiro homem estava sozinho e morreu no local. Ainda de acordo com a SSP, “todas as circunstâncias relativas aos fatos serão investigadas”.

Sucessora da Operação Escudo, deflagrada em janeiro após a morte de um soldado das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) e em julho do ano passado, a Operação Verão acontece desde o início de fevereiro.

Somando as duas ações, a PMSP já contabiliza cerca de 83 mortes na região. Entidades de Direitos Humanos, políticos, ativistas e a Ouvidoria de Polícia do Estado de São Paulo denunciaram amplamente casos de execuções e violência policial nos municípios da Baixada durante as ações.

Veja a íntegra da nota da SSP:

“Em São Vicente, os agentes de segurança faziam patrulhamento na madrugada desta quinta-feira (28) na Vila Nossa Senhora, quando foram informados de três indivíduos armados no Dique do Piçarro. No local os policiais foram recebidos a tiros e intervieram. Os criminosos conseguiram fugir. Posteriormente, um deles foi localizado em um imóvel. Houve novo confronto, foi atingido e não resistiu. A arma dele foi apreendida e a perícia, acionada. Todas as circunstâncias relativas aos fatos serão investigadas.”

  • Verônica Serpa

    Graduanda de Jornalismo pela UNESP e caiçara do litoral norte de SP. Acredito na comunicação como forma de emancipação para populações tradicionais e marginalizadas. Apaixonada por fotografia, gastronomia e hip-hop.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano